Vereador denuncia situação de abandono no CEU do bairro Martello

Johny Marcos esteve no local na semana passada e mostrou a situação precária da estrutura física e de equipamentos ao usar a Tribuna durante sessão ordinária desta quarta-feira

A situação envolvendo o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) do Bairro Martello motivou o uso da Tribuna pelo vereador Johny Marcos Tibes de Souza (MDB) durante sessão ordinária desta quarta-feira (13). Na semana passada ele esteve no local e constatou a deterioração da estrutura física e de equipamentos, mostrada através de fotos durante sua fala em plenário.

Um dos principais problemas apontados se refere a infiltrações em diversos espaços, danificando paredes, aparelhos eletrônicos, parte do teto nos dois blocos que acabou caindo, além de danos nas máquinas de costura do CRAS que estão no local.



Johny lamentou encontrar equipamentos eletrônicos pelo chão e em contato com a água, já que a visita aconteceu em um dia chuvoso, além de outros aparelhos danificados. “Observamos uma estrutura em ruínas e com total abandono. É lamentável por se tratar de recursos públicos e em uma comunidade que precisa de investimento, de uma população que precisa de intervenção pública para a melhora da qualidade de vida das pessoas. Vermos uma obra desta largada da forma que está é revoltante”, desabafa.



O vereador informa ainda que conversou com uma professora que atua no espaço e foi informado que as aulas acontecem apenas até às 18h devido à falta de energia.

“Este era para ser um espaço de lazer, cultura e integração da comunidade, mas infelizmente virou um ponto de insegurança e uso de entorpecentes e insegurança. Então, faço uso da palavra para mostrar à comunidade que estamos fiscalizando e fazendo cobranças para que situação como esta, com o mau uso do dinheiro público, não se repita”, destaca.



Johny lembra que este Centro de Artes foi inaugurado em 2016 com mais de mil metros quadrados de área construída e um investimento de aproximadamente R$ 2 milhões.

“Quando se administra a coisa pública, tem que administrar como se fosse nosso, com cuidado, zelo, porque é da população, é dinheiro do povo, dos impostos, então nós precisamos ter essa consciência”, finaliza.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Alteração na lei sobre prevenção de incêndios
Raul Ribas amplia agenda de compromissos
Caçador deverá arrecadar cerca de R$ 314 milhões em 2022
Rede de Proteção Animal deverá ser criada em Caçador
Previsão orçamentária para 2022 será apresentada na Câmara
Destaques Caçadorenses são homenageados na Câmara
Quase R$ 50 milhões beneficiam Matos Costa
Mais de R$ 190 milhões em investimentos anunciados para a região
Vereadores acompanham trabalhos no Centro de Bem-estar Animal
Raul Ribas é pré-candidato a deputado estadual