Trabalho da Associação Maria Rosa é destacado na Câmara

Atividades e os números de 2020 e 2021 foram apresentados na Tribuna Livre pelas assistentes sociais Mirela Úrio e Karol Freitas

O trabalho desenvolvido pela Associação Maria Rosa (AMAR), bem como os números de 2020 e 2021, foram enaltecidos durante sessão ordinária da Câmaras Municipal de Caçador. As ações foram apresentadas pelas assistentes sociais Mirela Úrio e Karol Freitas durante o uso da Tribuna Livre.

A entidade atende Caçador e Região há mais de 20 anos e presta serviço na Casa Abrigo, voltada às mulheres, adolescentes e crianças vítimas de violência, bem como a pessoas em situação de vulnerabilidade social, e para idosos na Casa Lar São José.



Somente em 2020, o abrigo da AMAR acolheu 39 usuários, entre elas 19 mulheres, 13 crianças e 7 adolescentes. No mesmo ano, foram realizados 219 atendimentos técnicos pela assistente social, 153 atendimentos realizados pela psicóloga e 114 atendimentos realizados pela pedagoga, totalizando 486 atendimentos técnicos, direcionados aos usuários que passaram pelo acolhimento institucional na casa abrigo. Também aconteceram 4 atendimentos de Grupo/Mutirão.

Em 2021, este trabalho já beneficiou 60 pessoas, em mais de 750 atendimentos.



Já na Casa Lar São José foram 3.055 atendimentos técnicos durante o ano de 2020, direcionados aos usuários que passaram pelo acolhimento institucional (sendo atendimentos sociais 371, de enfermagem 2.450 e psicológicos 234). Em 2020 foram 13 pessoas acolhidas.

Vale ressaltar que a Associação Maria Rosa é mantida pela prefeitura de Caçador, pelos Fundos Municipais de Assistência à Infância e Adolescência (FIA) e ao Idoso (FMI), além de recursos próprios através de promoções e eventos.

A atuação da AMAR e o trabalho sério e comprometido dos profissionais que atuam na Associação foram enaltecidos pelos vereadores. Para eles, a Associação Maria Rosa é referência e merece todo o apoio do Poder Público e da comunidade para o fortalecimento e ampliação do trabalho desenvolvido tanto na casa de abrigo quanto na casa lar.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Macieira irá implantar Estação de Tratamento de Efluentes
Caçador recebe R$ 100 mil para ações voltadas à inovação local
UNIARP concede título Doutor Honoris Causa para André Motta
Associação dos Amigos dos Autistas tem nova diretoria
“Pai nosso onde está o céu?” é sucesso em seu lançamento
Um trimestre de tirar o fôlego para o projeto Músicos do Contestado
Inscrições abertas para a 7ª edição do Contestágil
Escritor caçadorense lança nova obra na Câmara de Vereadores
Câmara Regional de Educação discute escassez de trabalhadores
Aceias recebe Comenda Legislativa