Rede de Proteção Animal deverá ser criada em Caçador

Assunto foi debatido em audiência pública na Câmara, juntamente com outros apontamentos que serão trabalhados nos próximos encontros

A criação de uma Rede de Proteção Animal deve ser efetivada em Caçador. Isso ficou definido durante audiência pública realizada na noite desta segunda-feira (29), na Câmara Municipal, por meio da Frente Parlamentar de Defesa à Causa Animal.

O debate reuniu cuidadores individuais, representantes de entidades ligadas à causa, do bem-estar animal, da Guarda Municipal e da secretaria municipal de Agricultura, além de apoiadores. Ao final, 21 apontamentos foram apresentados e deverão integrar a pauta dos próximos encontros.



Segundo o coordenador da Frente Parlamentar, Johny Marcos (MDB), a avaliação do debate foi bastante positiva pelo engajamento do público presente. Para ele, o encontro foi uma oportunidade de formalizar as demandas e traçar diretrizes para a resolução problemas apontados.

O coordenador explica que a criação da Rede de Proteção Animal buscar engajar todas as entidades e demais pessoas ligadas à causa de forma direta ou indiretamente, com a confecção de fluxograma abordando as competências de cada integrante, para que as ações sejam efetivadas. Além disso, há necessidade de criar campanhas de conscientização quanto ao cuidado com os animais e o estímulo à adoção, bem como a penalização para quem comete maus tratos ou abandonos.



Além de Johny, a mesa dos trabalhos foi composta pelos integrantes da Frente Parlamentar, Ricardo Barbosa (PSDB), Lidiane Cattani (PP) e Clayton Zanella (DEM), que secretariou os trabalhos.

Lidiane falou do trabalho que realiza há mais de 10 anos em prol da causa animal, das dificuldades em manter seu abrigo que atualmente conta com mais de 200 cães e da necessidade de maior envolvimento do poder público e iniciativa privada para buscar soluções dos problemas que envolvem este setor.



Complementando, Clayton Zanella apontou também a necessidade de ações que controlem o índice populacional destes animais e da rigidez no que se refere a punições a quem abandona ou causa maus tratos.   
 
Ainda durante a audiência pública a prefeitura de Caçador fez o lançamento oficial do cadastro de pets, onde será possível cadastrar informações sobre os animais de estimação e seus donos pela internet, tendo um levantamento importante para a implementação de políticas públicas para esta área do município.

Vale ressaltar que além do público presente, outras entidades que foram convidadas e não se fizeram presentes serão novamente solicitadas para as próximas reuniões, para que se manifestem e passem a integrar a Rede de Proteção que será implantada.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Cobalchini destina recursos para duas entidades caçadorenses
Vereador Clayton discute demandas com o vice-prefeito Alencar
Regularize o título até 4 de maio e fique apto a votar
Cobalchini avalia 2021, fala da Alesc e da candidatura a deputado federal
Prefeito e presidente da Câmara lamentam a morte de Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa destina recursos para cirurgias eletivas e Programa de Atenção à Mulher
Deputada Paulinha destaca a atuação do Estado em obras
Saúde, Bombeiros Voluntários e AMA são beneficiados com emendas do vereador Soró
Emendas de Moacir D’Agostini beneficiam saúde e conselhos comunitários
Emendas destinadas pelo vereador Marcio JF ultrapassam R$ 300 mil na saúde