Programa Guarda Bem já realizou cerca de 26 mil atendimentos

O intuito é atender crianças e adolescentes que tenham algum tipo de dificuldade de aprendizagem, tendências suicidas e vítimas de violência

O Programa Guarda Bem, da Prefeitura de Caçador, por meio da Secretaria de Educação, já realizou 26.759 mil atendimentos e oficinas nas escolas desde 2019. Só neste ano, já foram realizados 2.983 atendimentos, pela equipe multidisciplinar que é composta por psicólogos (3), psicopedagoga (1), fonoaudióloga (1), professor de filosofia (1), médico neurologista (1) e estagiário de psicologia (1). O objetivo é atender crianças e adolescentes da rede pública de ensino, que tenham algum tipo de dificuldade de aprendizagem, tendências suicidas, ou que tenham sido vítimas de violência.
 
Os atendimentos são realizados por meio do encaminhamento das escolas. “Acreditamos que os professores têm por obrigação observar como está cada estudante e ao ser notado algo diferente, relacionado ao nosso programa, é preenchido um formulário, assinado pelos responsáveis da criança e encaminhado ao Guarda Bem. Em seguida, realizamos uma triagem, sendo direcionada aos profissionais responsáveis”, afirma o psicólogo Clayton Zanella.
 
“Este programa foi criado com o objetivo de diminuir a demanda que existia em Caçador, e é o que estamos fazendo, pois faltava assistência para algumas crianças. Além de estarmos auxiliando também com exames neurológicos, ajudando aqueles que não podem pagar. É um programa que está dando bons resultados e não podemos parar, precisamos cada vez mais suprir esta demanda, podendo conduzir as crianças que necessitam de apoio”, enfatiza a secretária de Educação, Lenira Carneiro.
 
Ainda, dentro do programa, existe um projeto chamado de Saúde Mental. “Neste caso, realizamos palestras sobre o tema de saúde mental às famílias e trabalhadores. Para essas realizações, basta a empresa, entidade ou organização, entrar em contato conosco e solicitar. Ela é feita gratuitamente, com intuito de ajudarmos emocionalmente cada pessoa presente”, destaca a psicóloga, Marza Ferrer.
 
O Programa Guarda Bem fica localizado na Secretaria de Educação, atendendo das 8h às 12h e das 13h às 19h, de segunda a sexta-feira.
 
Consultas neurológicas
 
O Programa Guarda Bem disponibiliza também consultas neurológicas, sendo que o encaminhamento é realizado através das escolas.
 
Ainda, são realizados exames de Potencial Evocado (P300) e exames Eletroencefalograma (EEG).
 
“Os atendimentos acontecem com horário marcado, respeitando as normas, como o uso obrigatório de máscaras, distanciamento social e utilização de álcool em gel”, afirma a psicopedagoga e técnica em EEG, Cleide Alves.
 
Oficina Temáticas nas Escolas
 
Dentro dos atendimentos do programa, são realizadas as Oficinas Temáticas, que têm por objetivo o sucesso escolar dos alunos, atuando nas frentes ligadas à prevenção da violência e da promoção da saúde mental dos alunos e suas famílias.
 
De 1º de março a 6 de abril de 2021, foram realizadas 93 oficinas nas escolas, alcançando 847 crianças e adolescentes. “Nós enfatizamos muito a prevenção, pois depois que o trauma existe, tanto para família, quanto para a criança, é difícil de se tratar. Essas oficinas são realizadas em forma de debate, trazendo uma palavra de coragem e motivacional, tendo também a oportunidade de escutar cada pessoa”, destaca o professor de filosofia, Manoel Paiva.  
 
“Por meio deste contato direto, nós observamos cada um, sendo mais uma forma de alcançarmos mais crianças e adolescentes para trabalharmos com a prevenção. Além de trazermos uma palavra para agregar na vida de cada um”, complementa Manoel.
 
Escola de Pais
 
O Programa Guarda Bem vai retomar também o projeto Escola de Pais. “Em razão da pandemia, nós tivemos uma diminuição nos atendimentos, mas já estamos nos organizando para retornar com este projeto, que tem como intuito realizar dinâmicas, conversas e brincadeiras, que promovem um momento de interação dos pais com os filhos”, afirma a psicóloga, Luana Posser. 
 
“Nós sabemos que muitas vezes no cotidiano, infelizmente não existe um diálogo entre a família, por isso realizamos esses encontros, após horário de trabalho, criando um momento de interação”, finaliza Luana.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Prefeitura de Caçador adquire nova van para transporte escolar
Macieira promove formação continuada para professores
UNIARP comemora 50 anos com homenagem aos colaboradores
Acadêmico surdo da Uniarp defende TCC em Administração
Professores relatam desenvolvimento dos alunos com o Projeto Músicos do Contestado
Secretaria de Educação e SENAC iniciam curso no contraturno escolar
Creches de Caçador recebem mobiliários para alimentação das crianças
Pesquisadores da UNIARP apresentam resultados do FAP e Artigo 170 e 171
MACIEIRA: Assinado contrato para reforma na Escola Pequenos Brilhantes
IFSC celebra 10 anos de atuação em Caçador