PJSC alerta para golpes em motoristas de aplicativo

Estelionatários usam no nome do Poder Judiciário de SC para ludibriar os motoristas. A ação já foi registrada no Meio Oeste e Oeste catarinense

Registrado em pelo menos mais quatro comarcas – Lages, Videira, Abelardo Luz e Ponte Serrada, o novo golpe que usa o nome do Poder Judiciário de Santa Catarina voltou a atrair e fazer vítimas no Estado. Os motoristas de aplicativo são chamados pelo whatsapp ou ligação telefônica pelos estelionatários, que se dizem servidores ou juízes do Poder Judiciário. Informam que o motorista oficial foi afastado do trabalho por contrair Covid-19 e que precisam do serviço particular para transporte.

Acertam os dias trabalhados e o valor. Em um novo contato, logo na sequência, afirmam que o depósito foi feito em montante maior que o combinado e pedem o retorno do dinheiro por depósito bancário ou transferência via Pix. Em Lages, o prejuízo foi aproximadamente de R$ 1mil; em Ponte Serrada, perto dos R$ 2 mil. Na semana passada, ocorrências similares foram registradas em Seara, Xanxerê e Chapecó.

O Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional do TJSC orienta a quem receber contato parecido que registre boletim de ocorrência na delegacia de polícia mais próxima para apuração dos fatos e identificação dos suspeitos. O Poder Judiciário de Santa Catarina reforça que não faz contato telefônico ou via aplicativo de conversas para contratação de serviços. Como órgão público, as compras e contratos necessitam ser efetuados por licitação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

PM realiza Operação Barriga Verde na área do 15º BPM
Sargento Fabiano assina a reserva remunerada
PM alerta para roubos a pedestres e frequentadores de estabelecimentos
Homem é preso por tráfico de drogas em Caçador
Morre o policial civil Pedro Dias
Polícia Civil de Caçador autua homem por importunação sexual
Bombeiros Voluntários salvam homem de incêndio em Caçador
Homem é preso em flagrante furtando trailer de lanches
Preso em Caçador homem procurado pela justiça do Paraná
Homem é preso após agredir novamente a ex-companheira