O basquete está de volta a Caçador

Projeto da Unimed em parceria com secretarias municipais resgata e fortalece este esporte com o intuito de revelar talentos e formar cidadãos



Em uma iniciativa da Unimed/Caçador em 2019, o município voltou a ter uma equipe de basquetebol por meio do projeto Esporte Comunitário, envolvendo jovens de 8 a 17 anos, e que agora, depois um longo período de inatividade devido a pandemia, em 2021 retornaram aos treinamentos e já seguem para a disputa do primeiro torneio oficial neste final de semana.

Para que o projeto pudesse existir, a Unimed/Caçador ganhou a parceria da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo e a Secretaria de Educação. Os jovens treinam no ginásio da Escola Pierina Santin Perret, no bairro dos Municípios, sob o comando do treinador Eduardo Cartier (Laranja).



A responsável pelo setor de Sustentabilidade da Unimed/Caçador, Gabriela Vanzuita, explica que no início das atividades envolvendo o basquete, foi observado que o futuro poderia ser promissor, e então o projeto foi inscrito na época no Ministério dos Esportes, atualmente Secretaria Especial do Esporte junto ao Ministério da Cidadania. O projeto foi aprovado e agora aguardam a liberação por parte do Governo Federal para captação do recurso, que servirá para o pagamento do profissional envolvido (técnico), uniformes, alimentação e transporte da equipe.



A primeira competição dos jovens caçadorenses será neste final de semana em Porto União, onde participam da Copa Santa Catarina Sub-16 organizada pela Federação Catarinense de Basketball. O técnico Eduardo Laranja sabe do desafio e está motivado com a competição e com o projeto implantado em Caçador, tendo aceito o convite para morar no município e assumir a equipe. O treinador tem um vasto currículo no esporte e estava atuando em Chapecó.



“Viemos com muito prazer e uma boa expectativa para trabalhar em Caçador. Uma cidade com potencial e queremos fazer aqui o maior e melhor projeto de base de Caçador. O desafio é trazer um basquete de qualidade, dar continuidade ao que já vinha sendo feito mas aperfeiçoar, tornando o município uma referência regional, estadual e nacional. Caçador tem crianças e jovens com um perfil físico e técnico muito bom para compor a equipe, basta apresentarmos à eles o basquetebol”, declarou Laranja.



O técnico deixou de lado dois convites para dirigir equipes masculinas e femininas em Ligas Nacionais, para fazer parte do projeto em Caçador. “Quando me apresentaram o trabalho que já estava em andamento, tive uma motivação pessoal. Conhecia Caçador, pois é um município referência em Jogos Abertos de Santa Catarina entre outros eventos esportivos, e acredito que tomei a decisão certa pois treinar categorias de base é contribuir para a formação do ser humano, observar e evolução e como resultado te tudo isso competir em alto nível. Se o jovem irá se tornar um atleta profissional isso fica em segundo plano. É claro que queremos ganhar sempre, sermos os melhores, mas primeiramente desejamos deixar aqui um legado, técnico, físico, cultural e humano, para todas estas crianças e jovens”, finaliza o treinador.

Os basquetebol de Caçador conta com o apoio da GGNet, Uniarp, M2J Consultoria e Engenharia, Zucco Pneus, Sport Live Eventos, Professora Maira Kades, VLI Negócios, Hélio Urio Chapeação de Pintura, Barber Shop Guarnieri, Ademicon/Carboni e RF Corretora.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caçadorense anuncia reforços para a Copa SC
Caçador vence etapa da Grand Liga de Voleibol Elav
Caçadorense vence mas não escapa do rebaixamento
Prefeitura realiza Torneio de Arremesso de Três Pontos
Caçadorense briga para não cair na última rodada
Hunters Basketball conquista o bronze em Jaraguá do Sul
Caçadorense segue viva na luta contra o rebaixamento
Inscrições abertas para o campeonato de bochas quarteto em Macieira
Hunters Basketball na fase final da Copa Santa Catarina
Entregue ordem de serviço para revitalizações no estádio municipal