Músicos do Contestado: Um ano de afirmação e novos projetos

Mais alunos, novos professores e diversas apresentações fizeram parte de um ano recheado de atividades para este projeto que encanta Caçador

O projeto Músicos do Contestado fechou o ano de 2021 com o sentimento do dever cumprido, apresentando esta arte e conquistando jovens músicos e suas famílias para fazer parte desta grande ação que conta com dezenas de apoiadores entre empresas e pessoas físicas em Caçador.

O maestro, idealizador e coordenador do projeto, Marcos Paulo Arcari, assim como o professor Victor Siqueira Bilhar, que atuam no Músicos do Contestado desde seu início em Caçador, avaliaram positivamente o ano de 2021, que foi fechado com quatro professores, uma banda sinfônica com 56 componentes, duas orquestras de flautas com 25 alunos cada e mais o complemento da disciplina de Artes em sala de aula, chegando a 663 alunos de musicalização, e ao todo 769 estudantes envolvidos no projeto, que atualmente abrange as escolas Maria Luiza Barbosa (bairro Martello), Esperança (bairro Martello) e Tabajara (bairro Santa Catarina).



“Em 2021 fizemos vários testes. Começamos no mês de março com a Banda Sinfônica e os alunos que nunca tiveram contato com instrumentos de metais e madeira, puderam ter esta experiência, com formação de embocadura, digitação e sincronismo. Foi o maior desafio para nós professores”, declara o maestro.
Marcos também comenta que em março de 2021, o projeto contou com a chegada da professora Julia Albuquerque, que passou a ministrar as aulas para clarinetes e saxofones, além da musicalização em sala de aula.

No mês de junho foi realizada a primeira apresentação da Banda Sinfônica na Escola Maria Luíza Barbosa e posteriormente no 15° Batalhão da Policia Militar de Caçador, que se tornou um legítimo parceiro, sempre convidando os jovens músicos para os atos oficiais da PM de Caçador.

“Tocamos também nos atos cívicos do dia 7 de Setembro a convite da Prefeitura de Caçador, assim como na Câmara de Vereadores e diversas apresentações em empresas. No mês de outubro chegou o professor Matheus Constantini, colaborando com o desenvolvimento da musicalização em sala de aula e repassando o conhecimento para os trompes da banda. O mês de dezembro foi o auge das apresentações, sempre em comunhão com patrocinadores e apoiadores. E também ao final do ano recebemos uma emenda impositiva do vereador Johny Marcos, no valor de R$ 30 mil para aquisição de instrumentos musicais, e isso faz toda a diferença para nós neste início de ano”, destaca o maestro.



Marcos Arcari ressalta que o projeto Músicos do Contestado vai muito além do que simplesmente animar o público com apresentações. “Nosso projeto fez florescer histórias fantásticas nas famílias envolvidas. Crianças que eram tímidas, que não conversavam muito e não tinham o hábito de nenhuma atividade extracurricular, acabaram por se encantar pela música e hoje são excelentes participantes do Músicos do Contestado. Esses depoimentos são colhidos diretamente dos pais, que afirmaram em muitos casos a mudança de comportamento de seus filhos para melhor, pois o projeto além de não interferir nos estudos, traz ainda mais disciplina para a vida de todos, assim como foco naquilo que deseja fazer, e inspiração para alcançar voos mais altos. Estamos felizes com o resultado de mais um ano, e Caçador pode nos aguardar para um 2022 ainda melhor”, define o maestro.

O Músicos do Contestado

Em Caçador e Videira possui a coordenação do maestro Marcos Arcari e os professores de música Victor Bilhar, Julia Albuquerque e Matheus Constantini.

Em Caçador o Músicos do Contestado é desenvolvido em duas instituições de ensino municipais no grande Bairro Martello (Escola Esperança e Maria Luiza Barbosa), além da Escola Tabajara, no bairro Santa Catarina.

O projeto é mantido por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com produção cultural do Instituto Humaniza, apoio da Prefeitura Municipal de Caçador, 15° Batalhão de Polícia Militar de Caçador, Hotel Kindermann, Patrocínio da Alfa Transportes, Mercosul Brasil, Baú Madeiras – Revestimentos, Frame Madeiras, Superpão, Carboni Veiculos, Móveis Rotta, Via Atacadista, Imobiliária Bello e realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo - Governo Federal.
 
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Cerro Bonito têm asfalto 100% concluído com o Programa Barro Zero
Prefeitura entrega prêmios aos ganhadores do Brilha Caçador
Músicos do Contestado abrem as atividades em 2022
Grupo de São Paulo realiza ações evangelizadoras em Caçador
Vila Santa Terezinha agora tem 100% das ruas asfaltadas
Prefeitura de Macieira recebe nova retroescavadeira
Vila Santa Terezinha terá 100% de ruas asfaltadas
Caçador se despede de Ricardo Barbosa e Deyvid Fernandes
Ricardo Barbosa e Deyvid Fernandes serão velados na Câmara
Calmon terá Programa de Iniciação Profissional