Maicé: Novos recursos e mais esperança

Todos os dias os profissionais do Hospital Maicé travam uma batalha incessante contra o coronavírus na busca de salvar vidas. A entidade recebe agora mais R$ 600 mil da Administração Municipal, que servirão para cerca de 30 dias de trabalho devido ao número elevado de pacientes. A situação é delicada e requer o auxílio de todos

Mais um repasse ao Hospital Maicé foi autorizado pela Câmara Municipal de Caçador para o combate à Covid-19. Durante sessão ordinária virtual de segunda-feira (5), os vereadores aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei encaminhado pelo Executivo, que prevê a transferência de R$ 600 mil em recursos do Município para a aquisição de equipamentos de proteção individual – EPI’s e correlatos utilizados no tratamento de pacientes acometidos pela doença, conforme descrição pormenorizada no Plano de Trabalho apresentado junto à propositura.



Esse montante se soma aos outros R$ 750 mil aprovados pelo Legislativo no mês de março e com a mesma finalidade, oriundos de emendas parlamentares e de recursos do Município, totalizando R$ 1 milhão 350 mil até o momento.



“Sabemos da importância de dedicarmos esforços para auxiliar o nosso Hospital neste momento de crise, e esta Casa tem feito a sua parte agilizando e aprovando os projetos de repasses para que o atendimento aos pacientes acometidos por esta terrível doença. Mais uma vez, agradeço aos vereadores pelo comprometimento”, destaca o presidente Moacir D’Agostini.

Prefeito declara que todo o possível está sendo feito

O prefeito de Caçador, Saulo Sperotto, disse que mais uma vez os vereadores trabalharam de forma rápida na análise do projeto de lei para que fosse possível encaminhar ao Hospital Maicé mais estes R$ 600 mil, e por isso agradece novamente o empenho dos membros da Câmara.



“Atuamos da mesma forma que foi feito mês passado com outros três projetos para medicamentos e insumos, fundamentais para a manutenção desta entidade que é tão importante para o município de Caçador. Além disso temos os recursos mensais que a Prefeitura disponibiliza para dar sustentabilidade do Hospital, e também sempre lembrando todas as entidades e empresas que apoiam diretamente e indiretamente o custeio e operacionalização do Maicé, local que sem dúvida alguma está se esforçando ao máximo com sua equipe de profissionais para atender a todas as pessoas, não somente de Caçador mas de toda Santa Catarina”, disse.

Atualmente a Prefeitura de Caçador também disponibiliza mais de 30 servidores para o Hospital Maicé no combate a Covid, entre médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem para dar sustentação nesta ampliação de leitos que está ocorrendo. “Tudo isso serve para que o Hospital Maicé possa ter equilíbrio financeiro e suporte técnico devido ao grande número de contaminações pela Covid-19 em nosso município. Mas tenho a certeza de que iremos superar juntos este momento difícil”, conclui o prefeito.

Recursos já possuem o destino certo no Hospital Maicé

A diretora do Hospital Maicé, irmã Elizabeth Lima, explicou que os R$ 600 mil destinados agora serão utilizados para compra de medicamentos e insumos, já com destino certo. O que mais assusta nas contas apresentadas pela diretora, é o tempo que esta compra irá durar, em virtude do grande número de pacientes e a situação grave em que muitos deles se encontram.
 
Para começar, R$ 400 mil serão para compra de medicamentos para intubação e manutenção do paciente sedado, sendo em média 30 pacientes nesta situação diariamente. Esta quantidade de recursos fornecerá medicamentos para duas semanas. “É importante frisar isso pois muitas vezes as pessoa não tem noção do custo que é para manter os pacientes na atual situação da pandemia, e com os medicamentos e insumos tendo sofrido reajustes absurdos, o que encareceu demais as compras”, ressalta Elizabeth.


 
Outros R$ 100 mil serão para compra de soro, usado em todos os pacientes do Maicé, seja UTI, covid em todos os estágios e atendimentos em geral, servindo para 30 dias. E os R$ 100 mil restantes para compra de luvas para todos os procedimentos, mas principalmente para a ala Covid e Emergência. Estes recursos servem para a aquisição de 1144 caixas de luvas que irão durar em média 25 dias.
 
“Mês passado fechamos com gastos em torno de R$ 1,6 milhão em materiais e medicamentos, para se ter noção do quanto custa manter os pacientes sedados. Os recursos são extremamente significativos para qualquer hospital, mas no momento que estamos vivendo terminam rápido e isso nos assusta. Infelizmente é a realidade. Somos gratos pelo suporte e comprometimento da Administração Municipal, pois sem isso não sei como seria. Estão desde o início da pandemia nos auxiliando e o secretário de saúde Roberto Marton todas as noites esta no hospital fazendo sua ronda e levando as informações ao prefeito, assim como os membros do Conselho Consultivo estão sempre presentes”, declara a diretoria falando um pouco do dia a dia do Hospital Maicé.

O objetivo maior é preservar a vida, e a irmã Elizabeth acredita o caminho é esse, a dedicação dos profissionais da saúde e o suporte do Poder Público em todas as esferas para que possa dar sustentação aos tratamentos.

“Estamos aqui para salvar vidas e somos agradecidos por todos os valores já repassados no ano passado e essa ano, assim como os recursos do Governo Federal que vieram diretamente para o tratamento covid. Tudo isso soma para darmos conta de manter os nossos medicamentos, que estão com valores absurdos, mas precisamos para manter os pacientes sedados. Deixamos aqui nosso reconhecimento a administração municipal e a comunidade caçadorense, pois pessoas jurídicas e pessoas físicas estão sempre ajudando, seja com um quilo de alimento ou recursos financeiros para a manutenção de tudo que precisamos. Ninguém gostaria de passar por este momento, e estamos dando o melhor de nós para que possamos salvar vidas, o que nem sempre conseguimos, mas fazemos o possível”, finaliza a diretora.
 
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Matriz de Risco aponta a volta de todas as regiões para o nível gravíssimo
Fique atento aos sinais
Celso Maldaner destina mais R$ 250 mil ao Hospital Maicé
Vacinação para idosos, com 65 anos ou mais, nesta sexta-feira (16)
BRF realiza doação de recursos ao Hospital Maicé
Caçador inicia campanha de vacinação contra a Gripe
Terça-feira: Vacinação para idosos com 66 anos ou mais, em dois pontos de Caçador
A poucos passos da felicidade
Hospital procura por família de paciente sem identificação
Presidente do Avaí Kindermann é internado com Covid-19