Lidiane elogia procedimento médico da UPA

Vereadora enalteceu o trabalho dos profissionais em realizar exames após a consulta médica para ter um diagnóstico assertivo do problema antes de liberar o paciente

Tem muita coisa a ser melhorada, mas também precisamos enaltecer as coisas boas que acontecem na UPA. Com estas palavras, a vereadora Lidiane Cattani (PP) usou o espaço dos pequenos comentários na sessão ordinária desta semana na Câmara para elogiar o atendimento médico e o procedimento usado durante a consulta dos pacientes.

Segundo ela, o bom atendimento foi constatado ao levar um familiar até a Unidade de Pronto Atendimento na semana passada. “Cheguei com o meu pai na UPA às 8h e, após a triagem e um tempo de espera, fomos para o atendimento médico. O que me chamou a atenção é que este profissional não liberou meu pai até que exames de raio-x, de sangue e o eletrocardiograma fossem feitos e analisasse cada um deles, para verificar que estava tudo bem e receitar os medicamentos certos”, destaca, informando que em nenhum momento se identificou como vereadora.

Para Lidiane este procedimento é primordial e considera muito importante para que haja um diagnóstico mais preciso do problema do paciente. “É claro que o atendimento é mais demorado, mas necessário. Para se ter uma ideia, permanecemos na UPA por cerca de seis horas, mas o importante foi o atendimento completo e a dedicação dos profissionais.  Sabemos que os serviços precisam ser mais rápidos e que para isso a UPA precisa aumentar o seu quadro funcional, mas por outro lado as pessoas devem ter paciência e saber que não é sempre que vão chegar e já serem atendidas. Por isso, quero publicamente elogiar o trabalho dos profissionais da UPA e agradecer pela dedicação e profissionalismo”, completa.

Pedidos

Ainda na sessão, Lidiane fez dois apontamentos à secretaria municipal de saúde. O primeiro relacionado ao aparelho raio-x, onde para se fazer o procedimento é usado uma ‘escadinha’. O problema se arrasta há cerca de um ano.

A vereadora ainda agradeceu por atenderem a indicação feita no ano passado, a qual visava disponibilizar os medicamentos para os pacientes atendidos na UPA. "Há alguns meses esses medicamentos estão sendo fornecidos, mas apenas até às 17h", informa. Lidiane reforçou o pedido para que o serviço seja disponibilizado 24 horas, de segunda a segunda-feira.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Vereadores Mirins participam de pregão simulado
Moacir D’Agostini participa de Audiência Pública para execução de recursos à saúde
Vereador Soró e prefeito Alencar escutam demandas do Bairro Martello
Cobalchini entrega veículos e implementos para Calmon
Vereador Fabiano Dobner se licencia e Evelasio Bianchi assume
Prédio da Prefeitura passa a se chamar Prefeito Jucy Varella
Novas emendas impositivas são assinadas na Câmara
Cobalchini volta a falar da precariedade das rodovias
Caçadorenses no Programa Parlamento Jovem Catarinense
Câmara levanta sessão em memória a Augusto Francio e Romildo Putti