Heróis de jaleco: Na Semana da Enfermagem, um parabéns especial

Seja na linha de frente da Covid-19 ou em outros atendimentos, o objetivo é sempre cuidar da vida



Por: Alessandro Schneider

Ao longo desta semana é comemorada em todo mundo, a Semana da Enfermagem, tendo o dia 12 de maio como o Dia do Enfermeiro e 20 de maio o Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem. O Jornal ExtraSC conversou com duas profissionais da área, que servem como nossas personagens afim de parabenizar a todos e a todas que diariamente deixam suas casas para cuidar de seus semelhantes, muitas destas vezes nem por dinheiro ou emprego, mas pelo amor à profissão.

História

Em 12 de maio comemora-se o nascimento de Florence Nightingale, pioneira no tratamento a feridos de guerra. Já dia 20 de maio recorda o falecimento da enfermeira brasileira Anna Nery, em 1880, também pioneira na sua área.

Em 1958, a assembleia geral da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) recomendou a criação, por ato oficial, da Semana de Enfermagem. O objetivo era fortalecer e valorizar a união de todos esses profissionais.

Dedicação há mais de 20 anos

Há 23 anos como técnica em enfermagem, e quase que todo este período dentro do Hospital Maicé, Serli Euclides Ferreira, tem muita história para contar, e nos deixa aqui um pouco daquilo que já vivenciou e continua diariamente vivendo. Atuando dentro do Centro Cirúrgico, já foram mais de 2 mil procedimentos, sendo que destes, mais de 1 mil foram partos, contribuindo para que mais crianças viessem ao mundo.



“É uma vida dedicada a isso. Foi meu primeiro e único emprego. Adoro instrumentar e não estaria todo este tempo se não gostasse da profissão, pois é cansativo, são muitos plantões e muita coisa que presenciamos. Mas sempre que recebemos uma mensagem de algum pacientes, gestante, nos agradecendo pelo atendimento, as energias se revigoram”, comenta.

Serli conversou com o ExtraSC justamente na saída de um plantão do Centro Cirúrgico e se preparando para outro turno de 12 horas. Neste período de pandemia, os profissionais tem se desdobrado para dar conta do atendimento.

“As vezes nos sentimos frustrados em não poder fazer mais pelos pacientes que chegam até nós, nos casos de Covid, pois são muitos e o quadro de profissionais reduziu, pois alguns estão no período de isolamento por contaminação, outros desistiram de atuar. E junto a isso as dificuldades que todos sabem quanto a aparelhos e medicamentos. Mas buscamos fazer nosso melhor, todos os dias”, ressalta.



Já imunizada contra a Covid-19, a técnica em enfermagem conseguiu passar por toda a pandemia sem se contaminar. “Tomamos todos os cuidados diariamente, para o nosso bem e de nossa família. Sabemos que nem sempre é possível escapar, mas felizmente não tive contato com o vírus. Os riscos ainda existem mesmo com a vacina, por isso é importante que todos os cidadãos, mesmo imunizados, continuem utilizando máscara, álcool gel e evitando as aglomerações”.

Mas a semana é de comemoração, e Serli deixa seu recado. “Quero parabenizar todos os colegas enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, pela semana em que se comemora esta profissão árdua mas prazerosa que todos nós escolhemos. Todos já passaram por momento difíceis, mas devemos sempre carregar na mente os momentos bons, que não dão ânimo para levantar todos os dias e exercer nossa função que é cuidar das pessoas”.

São verdadeiros guerreiros

A enfermeira Andressa Pagani, atua no Hospital Saint Hill diretamente no cuidado com os pacientes e também na gestão da equipe de Enfermagem. Disse não se imaginar trabalhando em outra coisa, pois desde pequena a enfermagem lhe chamou a atenção. Ao todo são 12 anos de profissão envolvendo o período de técnica de enfermagem e depois a graduação como enfermeira.

Para ela, o que mais chamou a atenção na profissão foi a ajuda ao próximo. “Nessa profissão não se pensa em dinheiro ou emprego, é pelo paciente, pela vida. É um trabalho muitas vezes exaustivo, mas recompensador”.



Hoje no Hospital Saint Hill a enfermeira não atua em linha de frente contra a Covid-19, mas sabe dos riscos e do sacrifício feito por seus colegas. “Estamos vivendo um período difícil devido a pandemia, mas as outras doenças, enfermidades, fraturas, continuam acontecendo e é preciso que estejamos preparados para estes atendimentos. Toda vida importa. O enfermeiro desempenha muitas funções no seu dia a dia, seja em uma Unidade de Saúde, na UPA ou Hospitais. Quanto aos meus colegas de profissão que estão na linha de frente contra a Covid-19, posso dizer que são verdadeiros guerreiros, fazendo plantões seguidos, se doando, deixando a família de lado para cuidar da vida de outras pessoas, e mesmo assim tendo que a todo momento se cuidar para não levar o vírus para casa. Isso é dedicação, amor o que faz. Portanto, quero parabenizar a todos que estão nesta luta diária, enfermeiros, técnicos e auxiliares”.

Secretaria Municipal de Saúde

“A Secretaria Municipal de Saúde de Caçador felicita todos os enfermeiros, sejam eles das unidades públicas ou particulares, pela passagem dessa comemoração, mas principalmente, pela doação contínua e eficiente com que vêm desempenhando, no dia a dia, a sua honrosa profissão, sendo responsáveis pelo bem-estar dos pacientes nas 24 horas do dia, através do acompanhamento do quadro clínico, auxílio na alimentação e higienização, administração de medicamentos, e ainda oferecendo orientação sobre prevenção de doenças e manutenção da saúde e conforto à família”, destacou o secretário de Saúde, Roberto Marton Moraes.



De acordo com a nota da Secretaria, durante a semana é dada ampla divulgação às atividades da enfermagem e posto em relevo a necessidade de congraçamento da classe e de suas diferentes categorias profissionais. Também, é preciso abordar os problemas de cuja solução possam resultar na melhoria de prestação dos serviços ao público, em especial, na rede municipal.

“Neste momento, os enfermeiros da Secretaria Municipal de Saúde de Caçador comemoram a Semana de Enfermagem da forma mais linda e plausível, promovendo o exercício da profissão junto às campanhas de vacinação contra a Covid-19, nos locais de trabalho, mas também cuidando do público nas unidades básicas de saúde. É um trabalho contínuo e de digno respeito”, finalizou Roberto Marton.
 
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caçador: Vacinação Covid sábado para pessoas com 52 anos ou mais
Meio-Oeste de SC lidera número de casos ativos para Covid-19
Confira os grupos para vacinação Covid nesta terça-feira em Caçador
Covid-19: Todas as regiões de SC estão em alerta máximo
Casal é preso por tráfico de drogas no bairro Nossa Senhora Salete
Prefeitura vai ampliar atendimentos de Saúde em Taquara Verde
Uniarp conquista Comitê Não Pleno da IFMSA Brazil
Caçador: Vacinação para pessoas com 57 anos ou mais nesta terça-feira
Caçador registra 14 mortes por Covid em cinco dias