Facisc: Representantes do Meio Oeste discutem prejuízos do apagão

Alguns pontos abordados foram a criação do 0800 para empresas e a reativação da linha de energia de Tangará

Representantes das associações empresariais do Meio Oeste catarinense realizaram encontro virtual na terça (08) para tratar sobre o apagão que aconteceu há uma semana e deixou Caçador e região sem luz por quase 100 horas.

Liderados pelo vice-presidente regional Henrique Basso, os representantes da Facisc e das ACIs listaram os principais prejuízos nos municípios atingidos.

Entre os pontos destacados, foi reforçada a necessidade de criação do 0800 específico para empresas, já prometida em outra ocasião, a reativação da linha de Tangará, o canal Canoinhas – Caçador e a subestação de Fraiburgo.

Estas e outras demandas serão pontuadas em ofício que será encaminhado a Celesc reforçando a necessidade de investimentos no fornecimento de energia para a região.

Presente na reunião, o presidente da Facisc, Sérgio Rodrigues Alves, lembrou que existem projetos para investimentos, mas que infelizmente não acontecem na prática. “Temos que cobrar. Este é o nosso papel, pois a região está se desenvolvendo e a infraestrutura não acompanha. É preciso ter investimentos e reforços, para se ter uma margem segura de energia e evitar estes prejuízos”, concluiu.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Após pavimentadas, ruas Áustria e Panamá recebem sinalização
Bombeiros voluntários de Caçador resgatam Graxaim-do-mato em bueiro
Centro: Rua Campos Novos interditada nesta quarta e quinta para obras
Debates sobre Teatro e Cidadania no Sertão Catarinense
Curso de Administração da Uniarp promove: “Cestas Juninas Solidárias”
United Idiomas prepara você para um novo mundo
15 de Junho: Pastoral conscientiza sobre a Violência contra o Idoso
Ação entre amigos: Colabore para ajudar um homem na cirurgia contra o câncer
Avançam as tratativas para melhorar o fornecimento de energia para Caçador
Empresas da Incubadora Inova Contestado no Programa Galápagos