Colheita do pinhão está liberada com expectativa de crescimento

Para Caçador a projeção inicial é que os números de 2020 sejam ultrapassados em 30 a 40%

Santa Catarina deverá colher em 2021 entre 40% e 60% a mais de pinhão em relação ao ano passado, de acordo com dados preliminares da Epagri SC. A colheita começou nesta quinta-feira, dia 1° de abril, e o engenheiro agrônomo da Epagri de Caçador, Daniel Alexandre Suski, declara que para a nossa região, observa-se a nível de campo e por informação de produtores, que haverá este ano uma produção um pouco superior a 2020, girando em torno de 30 a 40% envolvendo Caçador, Calmon, Matos Costa, Rio das Antas, Macieira e Lebon Régis.

O engenheiro ressalta que estes números são expectativas, observando o número de pinhas existentes para esta colheita, mas que somente poderá ser possível a confirmação dos dados ao se abrir as pinhas para o recolhimento do pinhão.



Daniel também aproveita para dar as dicas de como se colher o pinhão da melhor forma possível para o aproveitamento total. “Como extensão rural que somos na Epagri, a orientação que passamos aos produtores é que façam a coleta do pinhão somente quando estiver maduro, pois possui um período de maturação, e se for colhido verde, além de não conseguir um produto de qualidade, pode também trazer algumas doenças se armazenado de forma incorreta”.

Estado

Segundo José Márcio Lehmann, gerente regional da Epagri em Lages, em 2020 se colheu em média 10% do que seria uma safra catarinense usual de pinhão. Alguns municípios chegaram a colher 30% do normal, mas o volume ficou muito abaixo do esperado. “Apesar da elevação, a safra ainda será menor do que em um ano normal, já que ano passado ela foi praticamente insignificante”, relata  Lehmann. 

Apesar da previsão para 2021 de uma safra ainda abaixo do normal, a melhora deixa os agricultores da serra catarinense otimistas. “O pinhão faz parte da renda de várias famílias agricultoras da região, que aguardam a abertura para iniciar a colheita e comercialização de várias maneiras, principalmente com barracas montadas à beira das rodovias locais”, relata o gerente regional. Ele lembra ainda que algumas agroindústrias também processam o pinhão, para vendê-lo de diversas formas que permitam ser aproveitado em pratos típicos da culinária serrana.

A data de 1º de abril como início de colheita do pinhão em Santa Catarina foi definida por uma lei, estabelecida em 2011 com o intuito de preservar a espécie, evitando sua colheita ainda verde. Lehmann afirma que a região produtora vem sendo monitorada pela Polícia Ambiental, que pode multar quem for flagrado colhendo ou transportando a semente antes da data.

A estimativa de safra de pinhão em Santa Catarina é feita a partir de levantamentos que os extensionistas da Epagri fazem com os agricultores locais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caminhão é flagrado carregando toras de pinheiro ilegal em Lebon Régis
Gibiteca abre inscrições para Oficina de Desenhos na próxima segunda-feira, 19
Núcleo de RH da ACIC promove live sobre saúde mental neste sábado
Nova lei de trânsito entra em vigor na segunda (12); veja o que muda
Feira do Produtor Rural reaberta na Beira Rio
Empresa de Caçador é multada em mais de R$ 10 mil por crime ambiental
Gafanhotos gigantes intrigam moradores de Água Doce e região
Marido da vice-prefeita de Lebon Régis morre vítima da Covid-19
BRK Ambiental vai instalar novos equipamentos no bairro dos Municípios
Iniciada entrega de madeiras derrubadas na Taquara Verde durante Ciclone Bomba