BRK Ambiental apresenta balanço das ações em Caçador

Diretor da Unidade relatou os trabalhos executados, em andamento e o planejamento futuro



Por: Assessoria de Comunicação
As ações e investimentos efetivados pela BRK Ambiental em Caçador nos dois primeiros anos de atuação no município foram evidenciados durante a Palavra Livre de terça-feira (11), na Câmara Municipal.
A explanação ficou por conta do diretor de contrato da unidade local, Cleber Renato, que apresentou também o plano de trabalho da concessionária para os próximos anos, os projetos futuros para a área do saneamento e respondeu as indagações dos vereadores com relação ao desabastecimento em alguns locais da cidade
De acordo com o representante da BRK, desde que assumiu a concessão em Caçador, a empresa trabalha com foco em oferecer qualidade do serviço, inicialmente com a eliminação de falhas de abastecimento de água que existia historicamente em alguns bairros.
Com esse objetivo, foi realizada uma série de investimentos na recuperação da Estação de Tratamento de Água (ETA) e na Captação de Água Bruta, além de outras ações nas redes de distribuição dos bairros, com destaque para o Santa Catarina, Sorgatto, Municípios, Martello, São Cristóvão, Aeroporto e Rancho Fundo.
Cleber ainda destacou a instalação de novos sistemas filtrantes iniciada em outubro de 2019 e que são responsáveis por até 50% da produção de água tratada na ETA de Caçador, garantindo um aumento de até 13.000 metros cúbicos diários na destinação de água tratada aos clientes.
Com relação ao Sistema de Esgotamento Sanitário, o diretor explica que a meta é garantir a coleta e o tratamento de esgoto adequados para toda a população de Caçador de forma planejada e mitigando os impactos no menor prazo possível.
Para isso algumas ações já estão em andamento, como a definição de terreno para a implantação de tratamento, a elaboração de projeto de engenharia, o processo de licenciamento ambiental e o planejamento das intervenções e os impactos na rotina da cidade.
O presidente Moacir D’Agostini indagou ainda se a empresa possui projeto para o abastecimento de água aos moradores das regiões próximas ao Parque das Araucárias e da empresa Adami que atualmente não contam este serviço. Ele explica que, inclusive, a demanda já foi abordada na Câmara e encaminhada ao Executivo através de indicações.
“Nos preocupa porque há um grande número de moradores nestas duas regiões que frequentemente nos indagam sobre isso. Queremos saber se há projeto e a previsão para que a BRK leve água a estas pessoas”, destaca Moacir.
Falando especificamente da região do Parque das Araucárias, Cleber informou que já há projeto em andamento para que isso aconteça, inclusive, com pedido de aumento na rede de abastecimento para um novo loteamento em fase de implantação.
“Estamos fazendo ajustes no cronograma e trabalhando junto com a prefeitura e a agência reguladora para dar este retorno àquela região, que hoje é abastecida através de um poço existente no Parque, o mais breve possível”, completa.
Durante a palavra livre ficou acordado uma outra reunião, assim que a pandemia passar, para que a Câmara conheça em detalhes o planejamento e as ações que serão implantados para o início da coleta e tratamento do esgoto.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Após pavimentadas, ruas Áustria e Panamá recebem sinalização
Bombeiros voluntários de Caçador resgatam Graxaim-do-mato em bueiro
Centro: Rua Campos Novos interditada nesta quarta e quinta para obras
Debates sobre Teatro e Cidadania no Sertão Catarinense
Curso de Administração da Uniarp promove: “Cestas Juninas Solidárias”
United Idiomas prepara você para um novo mundo
15 de Junho: Pastoral conscientiza sobre a Violência contra o Idoso
Ação entre amigos: Colabore para ajudar um homem na cirurgia contra o câncer
Avançam as tratativas para melhorar o fornecimento de energia para Caçador
Empresas da Incubadora Inova Contestado no Programa Galápagos