Na semana passada o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), que foi criado em 2017 para substituir a Fatma, inaugurou sua sede própria em Caçador. Ai alguns podem perguntar. E a importância disso? Bom, vá perguntar para empresários e empreendedores nas mais diversas áreas, sobre a importância da agilidade para se obter uma licença ambiental.

O deputado Valdir Cobalchini (MDB) sabe disso. Desde a época em que foi secretário regional na SDR de Caçador e fez o pedido para que o município tivesse uma sede do Instituto, na época ainda Fatma. Como secretário, recebia empresários e escutava a mesma reclamação de sempre sobre a demora para licenças ambientais serem retiradas a fim de promover obras nas empresas, ampliar negócios, e fazer girar a economia no município. Ele esteve na inauguração e comemorou a obra na nova sede, assim como a vinda de uma força tarefa de técnicos do Instituto para auxiliar os técnicos caçadorenses na aceleração para liberação de uma grande demanda de licenças reprimidas.

Antes disso

Na noite anterior a inauguração do IMA, o presidente do Instituto, engenheiro Daniel Vinícius Netto, já estava em Caçador e participou de uma reunião com a diretoria a ACIC, empresários e entidades caçadorenses. O assunto? Logicamente as licenças ambientais. Mas esta história o ExtraSC já contou. O que quero apresentar agora é um momento impar da reunião, quando o empresário Augusto Francio, da empresa Frame, recebeu das mãos do presidente Daniel e do deputado Cobalchini a licença ambiental que aguardava há muito tempo, de um dito cujo poste que interferia em algumas ações da empresa. O empresário beijou o documento. Essa é a importância de uma licença ambiental.



Câmara fazendo sua parte

Mais uma vez os vereadores caçadorenses cumprem seu papel e observam a necessidade da saúde caçadorense estar em primeiro lugar. Na sessão ordinária de segunda-feira foi anunciada a anulação de R$ 1 milhão do orçamento Legislativo para que assim o Executivo possa aplicar na saúde do Município. A entrega simbólica do documento ocorreu na presença do prefeito Saulo Sperotto (PSDB) e do secretário de Saúde, Roberto Marton.

O presidente da Casa, vereador Moacir D’agostini (DEM), disse que esse valor será utilizado para o custeio de materiais, insumos e diárias para o Tratamento Fora de Domicílio (TFD), e na manutenção dos veículos que transportam estes pacientes e outras atividades, bem como no programa Alô Saúde, que está sendo implantado pela Administração Municipal.



Reparos na pista de skate

Em épocas de Olimpíadas, e se falando de um dos esportes que mais chamou a atenção da juventude, o skate foi assunto na Câmara de Caçador há poucos dias. A pista de skate Anderson Socreppa, na Praça Concórdia, já apresenta problemas estruturais de acordo com o vereador Leandro Sawchuck (DEM), um ano e meio após sua inauguração. Ele cobrou do Executivo e da empresa responsável uma solução para o problema, já que as falhas na estrutura podem comprometer a segurança de quem pratica o esporte. O vereador apresentou fotos de alguns pontos que realmente estão perigosos.


DEIXE SEU COMENTÁRIO