Quem mora em Caçador e precisa pagar suas contas com certeza já presenciou longas filas nas casas lotéricas do município. E neste período de pandemia, essa aglomeração se torna perigosa.

Agora foi a vez do vereador Leandro Sawchuk (DEM) se manifestar na Câmara de Vereadores com relação a isso. Para ele, é preciso que Caixa Econômica tome alguma atitude. Não é culpa dos proprietários e nem dos funcionários, mas sim de uma atenção especial que deve ser dada pela superintendência regional da Caixa na visão do vereador.

“A cidade cresceu, precisamos de mais agência lotéricas. Enquanto temos diversas restrições para bares, restaurantes e outros segmentos devido a pandemia, nas lotéricas as filas dobram quarteirão e estão todas “entupedadas” de gente”, disse Sawchuk.

Pedido de informação e voto contrário

O vereador Johny Marcos (MDB) realizou na sessão ordinária de segunda-feira um pedido de informação à Prefeitura de Caçador, para que apresente aos vereadores quais ruas serão pavimentadas no município por meio de financiamento de R$ 27 milhões junto ao Finisa, fazendo parte do projeto de lei 035 encaminhado pelo Executivo ao Legislativo.



“Quando fazemos um financiamento de carro ou casa, é preciso ter a especificação do objetivo, os detalhes. Nosso interesse é que o município se desenvolva, que faça obras mesmo. Mas precisamos ter uma garantia, por isso este pedido de informação. É um valor alto e gostaria de ter isto na Casa para análise antes de aprovarmos ou rejeitarmos o projeto”, argumentou Johny.



Até ai tudo bem, mas o que me causou estranheza foi o vereador Amarildo Tessaro (PSDB), ser contrário à solicitação do vereador emedebista, justamente na pasta que estava comandando até poucos dias, a Infraestrutura. Todos os demais vereadores foram favoráveis ao pedido de informação.

Conhecimento de causa

Vice-prefeito de Caçador, Alencar Mendes (DEM), é dentista e logicamente que conhecedor da área da saúde. Em um momento de pandemia, o secretário Roberto Marton não poderia ter um aliado melhor. Na quinta-feira passada precisando tratar de outros importantes assuntos ligados a saúde caçadorense, o secretário ficou apenas uns minutos na coletiva de imprensa que tratava das vacinas contra a Covid a serem aplicadas em grupos específicos. A apresentação da notícia da vacinação ficou a cargo de Alencar.



Ponderado, primeiramente, ainda com os celulares sem transmitir, explicou aos membros da imprensa como se daria a vacinação para cada grupo contemplado. E depois, já ao vivo, repetiu novamente as informações sem titubear. A saúde e a imprensa agradecem.

Imprensa livre


DEIXE SEU COMENTÁRIO