Relembre o caminho do Avaí-Kindermann até a final do Brasileirão Feminino A-1

Equipe catarinense chega à final após seis anos e enfrenta o Corinthians na busca pelo título inédito

Vice-campeão em 2014, o Avaí/Kindermann chega em uma decisão de Brasileirão Feminino A-1 pela segunda vez, na tentativa de alcançar o título inédito. As adversárias são as meninas do Corinthians e o primeiro encontro da final já está marcado para domingo (22), na Ressacada, em Florianópolis (SC). Mas antes do apito inicial, vamos relembrar o caminho do time catarinense na atual edição da competição nacional.

As Caçadoras não saíram da zona de classificação em nenhuma rodada da primeira fase. E a estreia foi logo com o pé direito. No dia 8 de fevereiro, com uma goleada por 7 a 0 no Vitória-BA. O resultado fez com que o clube terminasse a primeira rodada na liderança e com esperanças para o restante da temporada. Essa não foi a única vitória expressiva do clube, que também teve os 9 a 0 no Audax na oitava rodada.

A teoria de que a melhor defesa é o ataque funcionou muito bem para a equipe comandada pelo técnico Jorge Barcellos. As catarinenses tiveram o segundo melhor ataque do torneio, com 46 gols marcados em 19 partidas, perdendo apenas para o Corinthians, que somou 53 tentos. Mesmo com a pausa na competição, devido à pandemia de covid-19, a intensidade das Leoas não foi interrompida. Logo no retorno, pela sexta rodada, bateram o Santos por 2 a 1, colocando fim no aproveitamento 100% das Sereias da Vila. 


O bom rendimento na linha de ataque também rendeu resultados individuais positivos para o clube. Na disputa pela artilharia da edição, o Avaí-Kindermann tem como representantes as atacantes Lelê e Catyellen, com dez e nove gols, respectivamente. E, na liderança das assistências estão as meias Duda e Julia Bianchi com oito e sete passes para gol. A atuação dessas atletas foi observada pela técnica da Seleção Feminina, Pia Sundhage, que convocou, no último dia 9, três jogadoras do time catarinense. Além da dupla de meio-campistas, Duda e Julia Bianchi, a goleira Bárbara também foi chamada.

Segundo melhor mandante, a equipe de Santa Catarina guarda este feito como um trunfo na manga para a final. Na primeira fase do Brasileirão Feminino, os jogos em casa foram no Carlos Alberto Costa Neves, em Caçador (SC), e elas não perderam nenhum jogo. Foram seis vitórias e dois empates. Quando cruzaram com o Internacional nas quartas, o embate foi na Ressacada, em Florianópolis (SC), mas a estatística se manteve e as Leoas venceram por 3 a 2. Já na semifinal, o São Paulo ganhou de 1 a 0 o jogo da volta, mas o resultado positivo na ida (3 a 1) as classificou.

O primeiro embate da final será com mando catarinense e elas terão mais uma oportunidade de confirmar o retrospecto positivo. No domingo (22), às 20h, na Ressacada, começa a grande decisão e o Avaí-Kindermann vai utilizar todos os seus pontos fortes para levantar o troféu.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Avaí Kindermann faz último treino para decisão contra o Corinthians
Napoli vence e garante classificação no Brasileirão Série A-2
Napoli se prepara para jogo de volta das oitavas de final
Com direito a abelhas no campo, Caçadorense vence mais uma
Avaí/Kindermann fica no 0 x 0 com o Corinthians na primeira decisão
Relembre o caminho do Avaí-Kindermann até a final do Brasileirão Feminino A-1
Caçadorense volta com empate diante do Próspera
Napoli já tem confronto definido nas oitavas do Brasileiro A2
Avaí Kindermann está na final do Brasileiro Feminino Série A1
Em Florianópolis: Avaí/Kindermann recebe o São Paulo no sábado