Projeto ensina educação alimentar por meio de contação de histórias em Caçador

A Nutriplus, empresa responsável pela merenda do município, está desenvolvendo nas escolas municipais, que possuem pré-escolar, um projeto de educação alimentar

 Em Caçador, durante esta semana a Nutriplus, empresa terceirizada pela prefeitura e responsável pela merenda escolar desde o início de 2018 no município, está desenvolvendo nas escolas municipais, que possuem pré-escolar, um projeto de educação alimentar. Nestes dias, por meio da contação de histórias é ensinado para as crianças a alimentação correta. 

Neste ano, a educadora e contadora de histórias, Nádia Barbuglio, por meio de elementos cênicos e músicas ao vivo, relata a história de uma Bruxinha que uma vez convidou gentilmente a amiga fadinha para um almoço em casa. A Bruxinha comia apenas doces e nunca havia experimentado alimentos saudáveis. E no almoço foi transformado o hábito alimentar da Bruxinha. 



O projeto está sendo desenvolvido pela segunda vez em Caçador. “No ano passado trouxemos a história da “Menina que não gostava de frutas” e neste ano estamos com o “Almoço Mágico”. O objetivo da contação de história é incentivar as crianças que tenham alimentação saudável, consumindo frutas, legumes e verduras. Com a participação de fantoches e músicas, elas ficam maravilhadas com a apresentação, o que facilita a aprendizagem”, afirma a nutricionista e coordenadora de contrato da merenda de Caçador, Sandréa Tavares. 

A contadora de história viaja pelo Brasil espalhando os ensinamentos, inclusive após essa semana ela irá para Chapecó. “Sou formada em pedagogia e trabalhei com alfabetização durante 30 anos e quando me aposentei decidi trabalhar com a contação de história. Como a Nutriplus tinha essa ideia de realizar uma contação diferenciada, incentivando o bom hábito da alimentação, achamos que essa seria a oportunidade perfeita para se juntarmos”, relata a pedagoga Nádia Barbuglio.



“Essa semana está sendo maravilhosa, a atenção e o carinho das crianças são indescritíveis, pois elas mergulham na história e ao final da apresentação me abraçam e conversam mais sobre a alimentação. É gratificante receber um feedback dos pais que o filho após o evento passou a experimentar saladas. Acredito que por meio desse projeto consigo fazer a diferença na vida deles”, complementa Nádia Barbuglio.

O projeto finaliza na quinta-feira, 14, atingindo cerca de dois mil alunos em 17 unidades escolares. “Nós estamos, por meio do projeto, alcançando uma faixa etária de quatro a seis anos, onde estão aprendendo a comer corretamente. É uma oportunidade de influenciamos eles com alegria e muita diversão”, finaliza Sandréa Tavares.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Prefeitura, Associação Maria Rosa e empresas inauguram nova Casa Lar das Mulheres
Estudante Caçadorense busca sonho de participar da Conferência Internacional de Direito
Leilão de terrenos da Prefeitura de Caçador acontece no dia 18
Unidade em Lebon Régis é campeã do projeto Descarte Consciente de Medicamentos
Grupo dos Especiais em Calmon realiza encerramento de atividades
Deputado Minotto trabalha para manter R$ 200 milhões em bolsas
Musical Acalanto comemora os 17 anos do lançamento do CD Natal Encanto
Ministério da Cidadania e AMIMU apresentam a 16ª edição da Cantata de Natal no domingo
Junta Militar de Caçador convoca os Reservistas para Exercício de Apresentação
MPF pede à Justiça que ANP libere postos para comprar etanol diretamente das usinas