Pesquisadores da Epagri Caçador descobrem nova bactéria causadora de doença na planta do tomate

A descoberta é que a bactéria Pseudomonas viridiflava também está associada a doença conhecida como necrose da medula, que afeta diretamente a plantações de tomate

Pesquisadores da Estação Experimental de Caçador – EPAGRI fizeram uma descoberta inédita a nível nacional. A descoberta é que a bactéria Pseudomonas viridiflava também está associada a doença conhecida como necrose da medula, que afeta diretamente a plantações de tomate. Apesar da bactéria não afetar diretamente o ser humano, a doença causada pela bactéria afeta plantas de tomate causando necrose e destruição da medula.
A descoberta foi realizada pela equipe de pesquisadores da Estação Experimental de Caçador- Epagri, composta pelos Doutores em Fitopatologia (ciência que compreende as doenças de plantas), Dr. Fernando Pereira Monteiro, Dr. Claúdio Ogoshi e Dr. Walter Ferreira Becker. Também participaram da descoberta os Doutores em Fitotecnia (ciência que compreende o desenvolvimento e aprimoramento dos sistemas de produção das culturas), Dr. Anderson Fernando Wamser e Dra. Janice Valmorbida.
A descoberta que a bactéria causava a necrose de medula em tomates se deu por meio de um projeto que estuda a popular corrugata. “Temos na Epagri um projeto que visa estudar a doença necrose da medula, popularmente conhecida pelos agricultores e técnicos da região como ‘corrugata’. Durante a dedicação nesse projeto conseguimos isolar essa bactéria colocando-a em meio de cultura no laboratório de fitopatologia da Epagri na estação experimental de Caçador, e posteriormente, ela foi identificada como Pseudomonas viridiflava. Ao consultar a literatura científica foi descoberto que essa bactéria ainda não havia sido relatada causando essa doença (necrose da medula) em território brasileiro”, explica o Dr Fernando.
Até então, acreditava-se que o único causador da doença no tomate era a bactéria Pseudomonas corrugata. Com a descoberta, os pesquisadores poderão estudar novas formas de cuidar e proteger o cultivo do tomate. “A bactéria Pseudomonas viridiflava já existe no país, mas até o dia 09/01/2019 não havia relatos dessa bactéria causando a doença necrose da medula em tomateiro. Assim, o trabalho recém-publicado é o primeiro relatado da associação da bactéria com o tomateiro que origina a doença necrose da medula.Anteriormente, acreditava-se que a necrose da medula era causada somente pela bactéria Pseudomonas corrugata. Esse trabalho mostra que uma outra espécie de bactéria também pode ser a causa do problema no campo de produção de tomate”, destaca o Dr Fernando.
O artigo “Pith necrosis associated with Pseudomonas viridiflava in tomato plants in Brazil” recém-publicado na revista Plant Pathology & Quarantine é considerado o primeiro relato da doença causada pela bactéria no Brasil. Anteriormente, as únicas bactérias relatadas no Brasil eram a Pseudomonas corrugata e Pseudomonas mediterranea. Segundo os pesquisadores, a principal porta de entrada para infecção bacteriana são os ferimentos causados pela desbrota, uma prática comum em campos de tomate estaqueado.
“Infelizmente ainda não há medidas de controle para essa doença. Mas o projeto ‘corrugata’ visa também estudar medidas de controle que visa proteger os ferimentos causados durante a desbrota do tomateiro, uma prática necessária durante a condução dessa planta, sendo considerados a porta-de-entrada mais provável para a bactéria causar a doença”, explica. 
A pesquisa que possibilitou a nova descoberta ainda está em andamento, os pesquisadores pretendem testar medidas de controle, que devem incluir a proteção dos ferimentos causados pela desbrota através do controle químico.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Drink & Talk: Encontro no Bar do Dudo promove integração e diálogos em inglês
Caçador começa a emitir Certificado Internacional de Vacinação, a partir do dia 23
Número de focos do mosquito Aedes aegypti aumenta em Santa Catarina
Últimos dias de matrículas para os cursos da Faculdade Senac
Grupo Escoteiro de Macieira reinicia atividades neste sábado
Cuide da postura ao usar o celular
Alvarás de 2019 já estão disponíveis para retirada em Macieira
Ponte que que liga linha São Francisco à Laranjeira será interditada para reforma
Clube Caçadorense de Bochas fará a eleição da nova diretoria no dia 24 de fevereiro
Captação de recursos é a marca da administração municipal de Matos Costa