Mudança de nome da região do Contestado gera críticas

Segundo deputados, a decisão foi tomada em uma reunião da governança regional

A mudança do nome da região do Contestado, que abrange parte do Vale do Rio do Peixe e do Planalto Norte, para região dos Imigrantes gerou criticas na sessão de quarta-feira (13) da Assembleia Legislativa.

“Infelizmente, se estabeleceu a partir de 4 de julho a mudança do nome da região do Contestado para região dos Imigrantes. Isso tem causado profunda indignação por parte de pesquisadores, entidades, comunidades e toda a região do Contestado”, relatou Padre Pedro Baldissera (PT).

Segundo o deputado, a decisão foi tomada em uma reunião da governança regional. “Uma questão de identidade, memória e história, os imigrantes vieram muito tempo depois dos caboclos, caboclas e negros que lá habitavam. Não houve debate, não houve consulta”, reprovou o parlamentar, acrescentando que as entidades contrárias à mudança recorreram ao Ministério Público Estadual.

“Um tanto quanto instigante essa revelação, é desconhecer a história do Contestado para Santa Catarina e para o Brasil. É descabida esta proposta de nomenclatura”, avaliou Ismael dos Santos (PSD), que ponderou a condição de descendentes de imigrantes dos cerca de 7 milhões de catarinenses.
Com informações - Agência AL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Defesa Civil distribui telhas no distrito de Taquara Verde
Uma vida e duas pandemias
Show de Prêmios em prol do Hospital Maicé é relançado
Primeira paciente com Covid-19 em Caçador recebe alta
Bolsonaro vai sobrevoar cidades de Santa Catarina
Veículos, proteção veicular e corretora
Chegue rápido ao seu destino com a DKPOP
Prefeitura de Calmon conserta iluminação e reclama de vandalismo