“Maratona de contos” acontece pela primeira vez em Caçador

A programação é gratuita e consiste em apresentações de oficinas, rodas de conversa/leitura, mediação de leitura, workshop, encontro de poetas e cinema

Beatriz Lima - Repórter Jornal Extra 

A Maratona de contos acontecerá pela primeira vez em Caçador entre os dias 20 e 25 de maio, com atividades nos três períodos do dia.  O evento é realizado pelo SESC e é tradicional pelo Estado há 17 anos.  A programação é gratuita e consiste em apresentações de oficinas, rodas de conversa/leitura, mediação de leitura, workshop, encontro de poetas e cinema. O objetivo da ação é levar conhecimento para as pessoas da literatura oral, em especial aos professores e alunos do ensino público. 



Caçador é uma cidade que têm o desejo de adquirir mais conhecimento e possui uma literatura muito forte. Este projeto proporciona profissionalizar e trazer mais diversidades da literatura oral, principalmente na contação de história. Também é voltado à literatura do Brasil, proporcionando fazer um intercâmbio trazendo experiências de fora para a cidade”, enfatiza o técnico de cultura do Sesc,  Gustavo Zardo.

A partir destas ações, como as Maratonas de Contos, o SESC do Estado é reconhecido nacionalmente pela quantidade e pela qualidade da difusão artística em literatura.

“Desde antigamente os contos são forte em Caçador, como exemplo os caboclos que se reuniam para fazer a estratégia de Guerra do Contestado por meio de histórias. Nós iremos encaixar o tradicionalismo de Caçador com a atual realidade”, afirma Gustavo Zardo.  

O evento contará com “oficinas de slam”, que trata de algumas temáticas e a partir disso, o slam (poeta) precisa improvisar um poema. Umas das temáticas geralmente debatidas é a questão da luta da mulher na sociedade. Esse modo de ação ganhou um destaque no País por descobrir grandes artistas. O requisito para se tornar um slam é apenas formar uma roda e contar uma poesia. 

Outra ação marcante que acontecerá no dia 24 é a palestra com Guga Cidral, em que abordará o método para tornar uma criança leitora. Será um momento direcionado para professores. Porém, os pais que desejarem participar, poderão se inscrever. 

Toda programação é gratuita e com certificações, porém o espaço é pequeno, tendo o limite de 80 pessoas.  Para participar das maratonas é possível se inscrever entrando em contato com SESC pelos telefones (49) 998080183 ou (49) 3538783.

Programação da Maratona de Contos: 

20\05 - Espetáculo Doido Para Voar de Curitiba-PR
Local: Casa da Cultura
Duas sessões: 10h e 15h (cerca de 1h de espetáculo em cada)
Público: Ensino Fundamental I (anos finais) e EF II (anos Iniciais)
Sinopse: Conta a história de Caio Fernando, um menininho que morava numa cidadezinha do interior, levando uma vida simples, que sonha comprar um avião vermelho na única loja de brinquedos da cidade. Como não era possível, inventava o avião e todos os brinquedos em seu laboratório mágico: o quintal da sua casa.

21\05 - “Brasil Pequeno Itinerante” - Genifer Gerhardt de Porto Alegre-RS



Local: Casa da Cultura
Duas sessões - 09h e 14h30
Público: Estudantes do Ensino Médio ou da série final do Ensino Fundamental.
Sinopse: “Brasil Pequeno Itinerante” é um espetáculo de Teatro de Bonecos em Miniatura que fala de pessoas que Genifer encontrou em viagens pelo Brasil. Ao habitar seus bolsos, os bonecos carregam as histórias de cada estar e de cada sentir. Carregam a grandeza que habita o detalhe, com relatos do livro "Brasil pequeno" (Porto Alegre: Libretos, 2017).

22 e 23\05 - Roda de conversa sobre literatura feminina com o Coletivo Guaju
Local: Escola Wanda Kruguer (22\05) e Escola Tomaz Padilha(23\05)
Horários: Manhã e tarde
Sinopse: O Coletivo Guaju, através de sua frente de discussões sobre o feminino, apresenta ao público um universo de obras literárias que nos ajudam a entender, debater, discutir e aprofundar as temáticas acerca da mulher e do espaço que o corpo ocupa e afeta.

23\05 - Guia de Leitura com Gelson Bini
Local: Escola Thomaz Padilha
Horário: 09h30
Sinopse: Através de um passeio pelo universo da literatura, Gelson Bini convida aos participantes à mergulhar em referências formativas universais que abordam, com conteúdo e profundidade, temas contemporâneos ligados ao nosso cotidiano paradoxal brasileiro. Monteiro Lobato, Guimarães Rosa, Manuel de Barros, Clarice Lispector, Edgard Alan Poe, HP Lovecraft, Virginia Wolf, Guy de Maupassant, são alguns dos nomes que ilustram o caminho traçado pelo mediador para encantar e estranhar os ouvintes.

24\05 – Palestra/Oficina com Guga Cidral de Curitiba-PR 



Local: Câmara de Vereadores
Tema: “A importância do lúdico e a concepção de criança” 
Público: Professores da Educação Infantil 
Horário: 14h às 17h
Sobre o Palestrante: Guga Cidral foi ator do espetáculo “VILA BRASIL” com a Orquestra de Cordas de Curitiba – Fundação Cultural de Curitiba (FCC). Músico, ator e brincante da “banda teatro” TUPI PERERÊ, circulao Brasil pelos editais e programas da Lei Rouanet. Foi indicado ao prêmio Jabuti pela coleção “Além das Notas”, escrita em parceria com a Ms. Ana Paula Peters, então professora da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP). Como brinquedista, é atuante em projetos dos Hospitais Pequeno Príncipe e Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC). Tem formação em Contação de História pela Casa do Contador de Histórias. Como educador em arte, coordena os trabalhos de arte da Educação Infantil da Escola Parlenda e do Colégio Integral, ambos em Curitiba (PR).  Mediação de Leitura com Kenni Rogers

24\05 - Local: Ceu – Centro de Esportes e Artes Unificado
Horário: 14h às 16h
Público: Adolescentes de 12 a 16 anos
Sinopse: Organizador da Mostra Literatura Paraná, Kenni Rogers, fala sobre a iniciativa de incentivar a leitura com obras de autores paranaenses e presença de escritores para transformar a vida de jovens em situação de vulnerabilidade social. Rodas de leitura, intervenções poéticas, bate-papo com escritores, sessão de autógrafos, oficina de leitura de gêneros literários e oficina de ilustração de histórias em quadrinhos, são algumas das atividades que ele constrói.

24\05 - Conversa com alunos do Ensino Médio com coletivo Slam 



Local: Câmara de Vereadores
Tema: Minha Arte É Meu Lugar De Fala
Público: Alunos de 8º ano ao ensino médio
Horário: 9h30 às 11h.
Conteúdos: Primeiro a apresentação com poesia, seguindo com “o que é Arte de Rua” e por fim a poesia como Lugar de Fala e a importância da escrita para o autoconhecimento.

24\05 - Oficina de Poesia coletivo Slam dasGurias - Apenas 30 vagas
Local: Sesc
Público: Alunos de 8º ano ao ensino médio
Horário: 14h às 16h30.
Conteúdos: 1. “O que é um poema”,  2. Expressão corporal e oratória e 3. Slam da oficina.

25\05 - Grande Encontro de SLAM
Apresentações de poesia falada e improvisada, de acordo com tema proposto pela plateia. Participarão do encontro, Slamers de Florianópolis, Curitiba e Porto Alegre.
Local: às 10h – CEU e às 16h no Parque Central
Sobre o Slam: "O que o slam tem é essa educação não convencional, um aprende com os outros, as linguagens, as ideias e você não está na escola, mas você está. As pessoas têm uma noção de que estão se educando, senão a praça Roosevelt não bateria 800 pessoas em uma segunda a noite para ouvir poema. E foram para ouvir com o seu próprio dinheiro, não tem incentivo, não tem propaganda não tem nada. O que é isso? Se isso não for revolução eu não sei o que é. Em um mundo em que as pessoas não se falam mais, parar para se ouvir, olhar outro ser humano falar o que ele acredita, falar um poema. Acho muito revolucionário esse poder", Roberta Estrela D'Alva.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sucesso na abertura oficial das feiras de negócios
Milhares de pessoas prestigiam primeiro dia da ExpoCaçador
Conheça alguns cuidados diários com a visão
Linhas de ônibus seguem até o Parque das Araucárias durante a ExpoCaçador
BRK trabalha para normalizar abastecimento de água nos bairros de Caçador
Nova secretária de Assistência Social e Habitação assume o cargo, em Caçador
A força de vontade para voltar a estudar
Debate contra o corte de verbas e a reforma da previdência
Atrações para toda a família na ExpoCaçador
Caçadorense recebe Boina Preta no Quartel General em Curitiba