Lebon Régis forma 240 alunos no proerd

No evento foram escolhidas as melhores redações de cada uma das escolas representadas

Cerca de 240 estudantes dos 5º anos da rede pública de ensino participaram da formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), no Ginásio Municipal, em Lebon Régis. O projeto é uma parceria entre a Polícia Militar e a Prefeitura de Lebon Régis, por meio da Secretaria de Educação e Cultura.

Foram escolhidas as melhores redações de cada uma das escolas representadas. Também foram entregues ursinhos de pelúcia para os alunos. O evento contou com a presença de autoridades do poder público municipal, membros da Polícia Militar, representantes da Fischer (empresa parceira do projeto) professores, alunos e pais dos formandos.



Para a secretária de Educação e Cultura, Cloci Pierdoná, é uma satisfação participar do Proerd. “A Polícia Militar faz um magnífico trabalho na prevenção das drogas e da violência. É uma semente que vem sendo plantada nas escolas. Cabe à família e à comunidade cultivarem esses ensinamentos. Não mediremos esforços para continuar realizando parcerias que valorizam a vida dos alunos”, destaca.

O prefeito Douglas Mello, salientou que o Proerd é um programa fundamental para a sociedade. “Esta iniciativa da Polícia Militar é de grande importância, pois auxilia na formação das nossas crianças, prevenindo-as quanto ao uso de drogas e à violência. É necessário que elas aprendam, desde cedo, o caminho correto e que deve ser seguido. A participação dos pais neste processo é essencial. A família é a base de tudo para que o projeto obtenha êxito”, afirma.



O vice-prefeito, Celso Maciel, também destacou a relevância do Proerd. “O projeto oportuniza às crianças lebonregenses terem conhecimento sobre as formas de enfrentamento às drogas. Diante das informações que foram repassadas, elas saberão tomar as melhores decisões”.

Em 2019, o Proerd foi desenvolvido por meio de atividades educativas com alunos da Escola Nossa Senhora de Lourdes, da Escola Núcleo Rio Doce, da Escola Santa Catarina e da Escola de Educação Básica Trinta de Outubro. Ao todo, foram mais de 6 meses de aprendizado.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Estudantes do IFSC Caçador publicam livro
Prefeitura disponibilizou cursos profissionalizantes
Capacitações sobre o Plano Municipal de Ensino fizeram parte do ano letivo
Lançamento oficial da Escola da Inteligência em Caçador
Aula prática de rapel e plataforma elevatória na Pós-Graduação da UNIARP
Colégio de Aplicação implanta Programa da Escola da Inteligência, idealizada por Augusto Cury
COC Floripa é a melhor opção para o ingresso a Universidade
Acadêmicos conhecem a obra de restauração da Ponte Hercílio Luz
Mundo SENAI apresenta oportunidades de carreiras tecnológicas na indústria
Alunos da Escola Esperança visitam o Jornal Extra