Dia Mundial de Prevenção do Suicídio

Em Caçador, existem associações e projetos que ajudam as pessoas que se encontram nesta situação, como a Associação de Psicólogos de Caçador e Região (APSIC)


O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. No Brasil, foi criado em 2015 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), com a proposta de associar à cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, que é celebrado hoje (10). 

Em Caçador, existem associações e projetos que ajudam as pessoas que se encontram nesta situação, como a Associação de Psicólogos de Caçador e Região (APSIC). “A Associação busca fazer parcerias com empresas, por meio do Núcleo RH/ACIC, oferecendo atendimentos psicológicos populares a trabalhadores com renda máxima de R$ 1.500,00 e também a seus dependentes”, destaca a psicóloga e membro da APSIC, Sara Haymussi. 

Atualmente, 32 brasileiros se suicidam diariamente. No mundo, ocorre uma morte a cada 40 segundos. Aproximadamente 1 milhão de pessoas se matam a cada ano. Porém, boa parte desta porcentagem está nos adolescentes e jovens. “Esse é um tema tabu, difícil de falar, e mais difícil ainda quando você vive essa situação com alguém próximo. Fala-se muito que a depressão pode levar ao suicídio, mas qualquer pessoa pode ser levada a cometer esse ato num momento de desespero, mesmo sem estar deprimido e acontece em qualquer classe social. Por isso, a ajuda de um profissional é tão importante. A depressão é causada por um fato que funciona como um gatilho, mas pode ser tão pequeno que passa despercebido e também é preciso esclarecer que há a possibilidade de existir uma predisposição para seu surgimento. Por meio da terapia é possível investigar possíveis causas”, destaca a psicóloga. 

“É importante que os pais busquem acolher seus filhos, procurando manter diálogos abertos. Todo ser humano tem necessidades importantes e uma delas é a “necessidade de pertencer”. Pertencer a um grupo da escola, do esporte, da família. Adolescente que apresenta dificuldades de relacionamentos é preciso ser olhado. Adolescente que não tem amigos na escola, que passa o dia trancado no quarto. Precisamos dar a ele o devido valor e oferecer uma escuta especial”, afirma. 

Neste dia Mundial de prevenção ao Suicídio é lançada uma campanha de proteção à vida e de um compromisso moral, social, ético, com as pessoas que se encontram sofridas e sem o desejo de viver. “É preciso que estejamos todos alertas a aquele familiar, amigo, que apresente uma tristeza que se estenda por um tempo maior que o esperado. Que se busque ajuda de um profissional qualificado, seja ele um psicólogo e/ou um médico. É preciso estar com os olhos atentos, buscar desenvolver amorosidade, pois somente desta forma vamos conseguir “enxergar” e estender a mão para quem precisa de ajuda”, finaliza a psicóloga. 

Busque ajuda, existem psicólogos e médicos que podem ajudar. Além do Centro de Valorização da Vida (CVV), que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Unidades Básicas de Saúde de Lebon Régis ganham obras de acessibilidade
A BPW de Caçador realiza a 3º Edição do Desfile de Moda
Confira onde votar para escolha dos novos conselheiros tutelares de Caçador
Operação Mata Atlântica em Pé deflagra terceira edição com participação de 17 estados
Caçador sedia etapa microrregional do Dança Catarina
Avaí Kindermann é eliminado nos pênaltis mas sai de cabeça erguida
Access Consciouness a favor da vida em Caçador
Atletas da UNIARP são homenageados
O mel de Santa Catarina é considerado o melhor do mundo
Acontece em Caçador o Cinema Solidário