Detentas do Presídio Regional de Caçador são transferidas para Chapecó

Com a saída das apenadas serão feitas algumas melhorias na ala feminina

Cerca de 23 apenadas do Presídio Regional de Caçador serão transferidas, em definitivo, para o Presídio Feminino de Chapecó, que foi inaugurado em novembro, e conta com capacidade para 286 vagas. As transferências ocorrem nesta segunda-feira, 4.
O novo prédio tem áreas para berçário, lactário, brinquedoteca, creche, atendimento médico e odontológico, salas de aula, além de dividir as celas por gênero e infração.
O diretor da unidade de Caçador, Wilton Lazarotto, detalha que com a saída das apenadas serão feitas algumas melhorias na ala feminina. “Então é bom para a unidade de Caçador que sejam feitas essas transferências, pois vamos aproveitar para fazer algumas melhorias naquela ala. Atualmente é um local bem vulnerável e precisamos reforçar”, disse Lazarotto.
 
Sobre o Presídio de Chapecó
O Presídio Feminino de Chapecó foi inaugurado em novembro do ano passado, durante a gestão de Eduardo Pinho Moreira, como, na época, secretário de Estado da Justiça e Cidadania, Leandro Antônio Soares Lima.
A estrutura foi inaugurada com 286 vagas, custou R$ 16 milhões, sendo metade do Ministério da Justiça e o restante do Governo de Santa Catarina. Está localizado no Complexo Penitenciário de Chapecó.
A estrutura conta com 74 agentes penitenciárias femininas, 17 agentes masculinos, 13 assistentes administrativos além de 10 profissionais da área da saúde e assistência social. Conta com áreas como berçário, lactário, brinquedoteca, creche e atendimento médico e odontológico.
 
 
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caminhoneiro sofre acidente por causa de ultrapassagem indevida de carro
Incêndio é causado em Caçador supostamente por Fenômenos paranormais
Acidente em frente ao Posto Madeira deixa duas pessoas feridas
Polícia Ambiental apreende armas durante abordagem em Água Doce
2ª Edição da Operação Varejo apreende 77 mil maços de cigarro em Santa Catarina
PM apreende mais de 3 kg de drogas e R$ 22 mil em operação contra o tráfico
Grave acidente é registrado entre Matos Costa e Porto União
Camaro sobe em trevo no centro de Caçador
Três razões que explicam a queda da violência em Santa Catarina