Confira um panorama geral das Eleições 2018

No domingo, 7 de outubro, milhares de brasileiros foram as urnas para exercer a cidadania por meio do voto. Nesta edição, você confere um panorama geral dos principais acontecimentos da eleição, como: candidatos mais votados, candidatos eleitos, preferência da maioria dos caçadorenses e outros.

Jair Bolsonaro ou Fernando Haddad? Novo presidente do Brasil será definido no segundo turno

O segundo turno no dia 28 de outubro, das 8h às 17h (horário local)

 

Os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) decidirão no segundo turno quem será o presidente do Brasil pelos próximos quatro anos, segundo os dados de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgados na noite deste domingo (7). Eles disputam a Presidência pela primeira vez.

Com quase todas as urnas apuradas, Bolsonaro tinha quase 50 milhões de votos, e Haddad superava os 30 milhões. O terceiro colocado, Ciro Gomes (PDT), somava pouco mais de 13 milhões.

Esta é a oitava eleição presidencial por meio do voto direto desde a redemocratização, no fim da década de 1980. O vencedor governará o Brasil de 1º de janeiro 2019 a 31 de dezembro de 2022.

O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, os dois primeiros colocados foram dos dois partidos, com duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).

Após a confirmação do resultado, Bolsonaro afirmou que o Brasil não pode "dar mais um passo à esquerda" porque, segundo ele, está "à beira do caos. Ele falou em "unir o nosso povo, unir os cacos que nos fez o governo da esquerda no passado".

Haddad também se referiu à necessidade de união. "Queremos unir as pessoas que têm atenção aos mais pobres desse país tão desigual", declarou. O presidenciável do PT disse que, para isso, contará com "uma única arma: o argumento".

O segundo turno no dia 28 de outubro, das 8h às 17h (horário local).


SC terá segundo turno entre Gelson Merísio e Comandante Moisés



A eleição para governador de Santa Catarina será decidida no segundo turno entre os candidatos Gelson Merísio (PSD) e Comandante Moisés (PSL).

Merísio recebeu 1.121.855 votos, o que representa 31,12% dos votos válidos. Moisés obteve 1.071.404 votos, o que representa 29,72% dos votos válidos.

Tanto Gelson Merísio quanto Comandante Moisés começaram atrás nas pesquisas Ibope feitas em Santa Catarina. Na primeira pesquisa, divulgada em agosto, o candidato do PSD estava em terceiro lugar e o do PSL, em sétimo. Na última pesquisa Ibope, divulgada na sexta (5), Merísio estava em segundo, com 29% dos votos válidos, e Moisés, em quarto, com 12% dos votos válidos.

Durante a campanha, a revelação por parte de Merísio de que votaria em Bolsonaro (PSL) para presidente causou polêmica na coligação. Nacionalmente, porém, o PSD apoia Alckmin (PSDB). O partido Podemos chegou a protocolar no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) pedido para deixar a coligação.

A chegada de Moisés ao segundo turno não estava prevista nas pesquisas Ibope. O candidato apareceu com 1% das intenções de voto em agosto. De acordo com as pesquisas Ibope, Merísio iria para o segundo turno com Mauro Mariani (MDB).


Candidatos mais votados pelos caçadorenses

Dois candidatos de Caçador foram os mais votados na cidade: Valdir Cobalchini, do MDB, que foi reeleito deputado estadual com 14.488 votos no município; e Sirley Ceccatto (PSDB), que concorreu a deputada federal e fez 7.297 votos locais.

 Mais votados em Caçador para Senador:

1. Jorginho Mello (PR) – 11.705 votos (19,38%) (eleito)

2. Paulo Bauer (PSDB) – 10.685 (17,69%)

3. Esperidião Amin (PP) – 10.323 (17,09%) (eleito)

4. Raimundo Colombo (PSD) – 9.780 (16,19%)

5. Lucas Esmeraldino (PSL) – 7.504 (12,43%)

 

Mais votados em Caçador para Governador:

1. Mauro Mariani (MDB) – 10.530 (31,76%)

2. Gelson Merísio (PSD) – 9.275 (27,97%) (segundo turno)

3. Comandante Moisés (PSL) – 7.234 (21,82%) (segundo turno)

4. Décio Lima (PT) – 5.566 (16,79%)

5. Camasão (PSOL) – 256 (0,77%)

 

Mais votados em Caçador para Deputado Federal:

1. Sirley Ceccatto PSDB – 7.297 (22,13%)

2. Celso Maldaner MDB - 2.226 (6,75%) (eleito)

3. Caroline De Toni PSL – 2.076 (6,30%) (eleita)

4. Professor Pedro Uczai PT – 1.518 (4,60%) (eleito)

5. Valdir Colatto MDB – 1.395 (4,23%)

 

Mais votados para Deputado Estadual

1. Cobalchini MDB - 14.488 (41,90%) (eleito)

2. Cléo Figur PSD - 3.490 (10,09%)

3. Jair Miotto PSC – 735 (2,13%) (eleito)

4. Mario Marcondes MDB – 663 (1,92%)

5. Carelli PSDB – 662 (1,91%)

 

 Em Caçador, Bolsonaro é líder de votos

O candidato à presidência pelo PSL fez mais de 21 mil votos no município

 

Com 100% das urnas apuradas no município, o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) foi o campeão de votos em Caçador. Ele fez 21.109 votos válidos no município (56,23%), seguido do candidato Fernando Haddad (PT), com 8.920 votos (23,76%).

Se dependesse dos votos de Santa Catarina, Bolsonaro venceria com folga no primeiro turno. No Estado, ele fez 2,5 milhões de votos (65%). Atrás vem o candidato do PT, com 594 mil votos (15%).

Confira a votação em Caçador para presidente:

1. Jair Bolsonaro (PSL) 21.109 (56,23%)

2. Fernando Haddad (PT) - 8.920 (23,76%)

3. Geraldo Alckmin (PSDB) - 2.335 (6,22%)

4. Ciro Gomes (PDT) - 2.062 (5,49%)

5. João Amoêdo (Novo) - 1.068 (2,84%)

6. Henrique Meirelles (MDB) - 821 (2,19%)

7. Alvaro Dias (Pode) - 563 (1,50%)

8. Marina Silva (Rede) - 250 (0,67%)

9. Cabo Daciolo (Patri) - 201 (0,54%)

10. Guilherme Boulos (Psol) - 165 (0,44%)

11. Vera (PSTU) - 16 (0,04%)

12. João Goulart Filho (PPL) - 15 (0,04%)

13. Eymael (DC) - 15 (0,04%)

 

 

Cobalchini é reeleito deputado estadual

O candidato do MDB vai para o terceiro mandato como deputado estadual

 Valdir Vital Cobalchini (MDB) foi reeleito a deputado estadual. Com 100% das urnas apuradas, o candidato de Caçador fez mais de 49.355 mil votos válidos, sendo que 14.488 foram em Caçador. O parlamentar foi o sexto mais votado no Estado e irá para o terceiro mandato.

O deputado, que acompanhou a apuração em casa, deu entrevista: “É uma alegria a recondução de mais um mandato na Assembleia Legislativa, fruto do trabalho que estamos fazendo há muitos anos. Quero agradecer a todos aqueles que votaram em mim por mais uma vez me fazer deputado a estadual”, disse à Rádio Caçanjurê.

O candidato foi o mais votado pelo partido em Santa Catarina. Ele disse que o resultado nas urnas é fruto de um intenso trabalho e nenhum processo judicial.

“Tenham ciência que vou continuar trabalhando muito pela nossa cidade e pela nossa região. Sou Caçador e vou continuar trabalhando pelo município nos próximos quatro anos. Minha prioridade é saúde, educação e geração e de empregos”, acrescenta.

Cobalchini teve uma expressiva redução de votos em comparação às outras eleições. Em 2010, ele fez 62.465 votos, e em 2014, 62.865.

Outros candidatos de Caçador

Cléo Figur (PSD) – deputada estadual
4.341 votos
156ª posição

Sirley Cecatto (PSDB) – deputada federal 
11.723 votos
62ª posição

Maria das Neves (PATRI) - deputada federal
56 votos 
227ª posição

Obs.: A lista do TSE não mostra o número de votos do candidato Jackson Cordeiro, também de Caçador, em razão do indeferimento da sua candidatura por inaptidão.

 

Sirley Ceccatto e Cléo Figur avaliam positivamente candidaturas

Vereadoras já estão novamente na ativa na Câmara de vereadores

 A vereadora de Caçador, Sirley Ceccatto foi candidata à deputada federal nas eleições de 2018. Já, a vereadora Cléo Figur foi candidata a deputada estadual. Amabas não foram eleitas e já estão novamente na ativa na Câmara de Vereadores.

Pela primeira vez nesta disputa, Sirley concorreu ao posto de deputada federal com mais 238 candidatos. Ao final da votação, chegou à marca da 62ª colocação com 11.723 votos. Sirley Ceccato avaliou positivamente a participação. "Fazemos uma avaliação muito positiva, pois diante de um forte desafio financeiro e contra outros candidatos já eleitos, tendo em vista que está é a primeira vez que me candidato a um cargo de tanta expressividade para Caçador, consegui um excelente resultado e uma ótima colocação. Isso faz com que tenhamos mais garra e determinação sabendo que Caçador pode ter uma representatividade ainda maior no futuro", afirma.

Com o fim do período eleitoral para a candidata, Sirley já está novamente na ativa na Câmara de Vereadores. "Já estou novamente na ativa na Câmara exercendo minha função como vereadora e dando encaminhamento as pendências. Nesses 60 dias afastada, estive muito próxima da população e ouvindo demandas que certamente tentarei resolver através da Câmara. E para o que a população precisar podem me procurar nesta casa", enfatiza.

Já, Cléo Figur enaltece que continuará trabalhando pela população e principalmente por Caçador. "Eu tenho que externar meu cumprimento aos eleitos. Fizemos um trabalho dentro das nossas possibilidades. Vou continuar lutando pela população. Quem entra em uma disputa, tem que estar preparado para perder. Agradecer todos que votaram em mim, não foi dessa vez por pela vontade de Deus. Apesar disso, estamos sempre presente no trabalho e defendendo Caçador. Esse povo merece todo o nosso esforço, e eu estou preparada para continuar. Construí minha vida nessa cidade e tenho tentado retribuir", declara.

Links para ver mais resultados:

Início sub menu


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Cobalchini defende recursos para hemodiálise no Maicé
Confira um panorama geral das Eleições 2018
Nutricionista de Macieira realiza palestra em encontro regional da Epagri
Vereador Moacir D'Agostini deverá concorrer a deputado federal
Pré-candidato ao Governo de Santa Catarina visita Caçador
João Paulo Kleinubing visita Caçador nesta quinta-feira
Macieira: Prefeitura será reestruturada para oferecer melhor atendimento
“O eleitor quer a solução, convicção”, afirma Merísio
Pré-candidato a presidência do Brasil visita Caçador e destaca que o país está estagnado
Coluna: Governar para as pessoas - Por Raimundo Colombo