Colheita da planta macela na Sexta-feira Santa

Na tradição é preciso colher a planta na Sexta-feira Santa antes do sol nascer, assim ela será mais pura

A Colheita da planta macela na Sexta-feira Santa é tradição para algumas pessoas, geralmente é uma religiosidade que passa de geração em geração.  Segundo a crença, as pessoas devem colher à planta macela toda Sexta-feira Santa, antes do sol nascer, assim ela será mais pura. 

Helena de Oliveira, 69 anos, é um exemplo de quem segue a tradição. “Aprendi com minha mãe e hoje faço o mesmo, acordo por volta da 5h na Sexta-feira Santa, e colho a macela para o ano todo. Acredito que ela nos purifica e ajuda na saúde também”, afirma a dona de casa, Helena.

Acredita-se que colher a planta nesta data, ela se torna mais pura, com isso o benefício será maior.  A planta é colhida antes do sol nascer, para não perder os seus nutrientes. 

“A religião católica acolhe a questão da colheita da planta macela, mas não é algo que surgiu do catolicismo, e sim da devolução popular há esse dia sagrado”, finaliza o padre Edson de Bortoli.

Outras religiões acolheram a tradição também, e se tornou costume nesse dia Santo colher a planta macela juntos.

Benefícios do chá de macela

Mesmo para as pessoas que não seguem a tradição, a planta macela é medicinal. O chá pode ajudar em muitas questões, sendo:
-tratamento de azia;
-Cálculo biliar;
-Dor de cabeça;
-Cólicas intestinais;
-Cãibras;
-Contusões;
-Diarreia;
-Problemas gástricos e digestivos, dor de estômago, gastrite e úlcera;
-Impotência sexual;
-Acalmar o sistema nervoso;
-Resfriado;
-Retenção de líquidos;
-Reumatismo;
-Icterícia;
-Colesterol alto;
-Cistite, nefrite e colecistite.
 
Como fazer o chá de macela

A parte usada da macela são as flores abertas e secas.
Ingredientes

10 g de flores de macela
1 xícara de água fervente

Modo de preparo
Adicionar as flores de macela na água fervente, deixar repousar por 10 minutos, coar e beber 3 a 4 vezes ao dia.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

FIESC realiza solenidade alusiva aos 70 anos
Famílias, que vivem em situação crítica, à margem do rio do Peixe, receberão “Aluguel Social”
Federação das Indústrias (FIESC) completa 70 anos
Estado confirma 8 mil casos e 131 óbitos por Covid-19
IFSC entrega mais 100 protetores faciais para a UNIARP
Polícia Militar apreende R$60 mil reais em eletrônicos produto de descaminho
Músicos de Caçador prestam homenagem ao Hospital Maicé
Sindicatos Patronais recebem máscaras de dupla proteção
Prefeitura de Calmon recebe doação de máscaras
Governo do Estado confirma 7.016 casos e 121 óbitos por Covid-19