Acontece em Caçador o Cinema Solidário

Será montado um cinema no Parque Central, aberto a comunidade, a partir dás 19h. O filme poderá ser assistido, com direito a pipocas e refrigerantes, gratuitos.


Em Caçador, será realizado no dia 24 de setembro o Cinema Solidário. O projeto irá trazer para o município, gratuitamente, o filme “Nada a Perder 2”. Será montado um cinema no Parque Central, aberto a comunidade, a partir dás 19h. O filme poderá ser assistido, com direito a pipocas e refrigerantes, gratuitos. 

O Projeto Cinema Solidário, desde 2016 tem a missão de levar o cinema até o maior número de pessoas possível, com ênfase no público que não tem acesso a uma sala ou a uma tela de cinema. Será exibido o longa-metragem, a história de fé e superação do Bispo Edir Macedo.

A estrutura montada permite que a produção seja exibida com a mesma qualidade do cinema tradicional.

São 27 estados visitados, 725 cidades, 203 mil quilômetros percorridos, 8,5 toneladas de pipocas e 132 mil litros de refrigerante servidos gratuitos as pessoas.

Projeto Cinema Solidário

Pelo projeto é levado as pessoas conteúdo audiovisual para cidades distantes, comunidades remotas, presídios e hospitais com pacientes acamados.

O parque exibidor do Brasil contém uma distorção grave de distribuição. As salas profissionais estão concentradas em apenas 383 das 5.573 cidades que existem no Brasil. Ou seja, somente 7% dos municípios possuem sala de exibição. Portanto, é possível dizer que uma parcela grande da população não consegue ir até uma sala de cinema para ver um filme com som e imagens de qualidade.

O projeto proporciona a inclusão cinematográfica a lugares carentes e distantes dos centros urbanos porque acreditamos que todo cidadão tem direito de ter acesso a bens culturais.

O projeto tem um escopo de atuação amplo. O Cinema Solidário leva filmes de padrão internacional para tribos indígenas do interior da Amazônia, zonas rurais do sertão do nordeste, periferias de comunidades pobres em cidades grandes e o sistema prisional. Brasileiros apenados de 17 estados do Brasil e da grande Buenos Aires, na Argentina, puderam ser beneficiados pelo projeto no ano de 2018.

O objetivo é alcançar 1,5 milhão de pessoas até o final de 2019.

1 COMENTÁRIO(S)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

CDL promove coleta de lixo eletrônico
Está em vigor estatura menor para ingresso na PM e no Corpo de Bombeiros
Pista cede na Albino Potrich; empresa responsável pela obra vai realizar o conserto
“Se Antigranizo não estivesse funcionando, situação em Caçador seria gravíssima”
Santa Catarina é o segundo estado mais competitivo do Brasil, aponta ranking nacional
Prefeitura mantém melhorias nas estradas do interior de Caçador
Sábado é Dia D do Outubro Rosa e da vacinação contra Sarampo
Junta de Serviço Militar de Macieira realiza entrega de CDI
BRK convida moradores de Caçador para embarcar em uma nave de realidade virtual
Cerca de 4 mil unidades ficam sem energia elétrica em Caçador