Acadêmicos da UNIARP instalaram ecobarreira no Rio do Peixe

A estrutura começou a funcionar no trecho entre a ponte da Rodoviária e a Ponte do Amor e impede que materiais como plásticos, isopores, galhos, madeiras e lodo, entre outros, sigam pelo rio

Acadêmicos da UNIARP, participantes do Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional (PROESDE), instalaram uma ecobarreira no Rio do Peixe dia 30 de novembro.

A estrutura começou a funcionar no trecho entre a ponte da Rodoviária e a Ponte do Amor e impede que materiais como plásticos, isopores, galhos, madeiras e lodo, entre outros, sigam pelo rio.  A Ecobarreira é praticamente um movimento, que promove a educação ambiental e estimula outras iniciativas. Agora, será possível acompanhar a real situação do lixo do Rio do Peixe. A ação teve o apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Caçador.

A professora Angela Paviani explica que é um projeto piloto de grande impacto ambiental e social. “Este trabalho vai mostrar para a comunidade a necessidade do cuidado com o meio ambiente, mostrar a quantidade de lixo que o rio recebe e vai despertar na população a consciência ambiental. A ecobarreira foi feita com materiais recicláveis e visa segurar o lixo flutuante, facilitando a remoção”, comenta.



A secretária municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Cristiane Driessen, parabenizou a iniciativa e garantiu apoio ao projeto. Ela informa que será realizado monitoramento e a retirada do lixo, com posterior identificação e quantificação.  “Nós iremos fazer a coleta do lixo que ficar represado e dar a destinação adequada. É uma iniciativa muito importante para chamar a atenção da comunidade, desde as crianças até os adultos”, afirma.

O acadêmico Cesar Bontatti, da 8ª fase do curso de Engenharia de Controle e Automação é morador de Lebon Régis. Ele participou do projeto e da implantação da ecobarreira. “Muitas cidades estão no caminho do Rio do Peixe e este trabalho vai gerar um impacto muito grande.  Vamos mostrar quanta coisa está sendo jogada no rio e ninguém percebe. Com a eco barreira será possível ver a real situação. Queremos que isso se expanda para toda a nossa região”, revela.

Com informações: Caçador.net

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Prefeitura, Associação Maria Rosa e empresas inauguram nova Casa Lar das Mulheres
Estudante Caçadorense busca sonho de participar da Conferência Internacional de Direito
Leilão de terrenos da Prefeitura de Caçador acontece no dia 18
Unidade em Lebon Régis é campeã do projeto Descarte Consciente de Medicamentos
Deputado Minotto trabalha para manter R$ 200 milhões em bolsas
Grupo dos Especiais em Calmon realiza encerramento de atividades
Musical Acalanto comemora os 17 anos do lançamento do CD Natal Encanto
Junta Militar de Caçador convoca os Reservistas para Exercício de Apresentação
Ministério da Cidadania e AMIMU apresentam a 16ª edição da Cantata de Natal no domingo
MPF pede à Justiça que ANP libere postos para comprar etanol diretamente das usinas