Acadêmica da UNIARP desenvolve projeto com famílias do CRAS

Maria Eduarda Santana, da 5° fase do curso de Psicologia desenvolveu um projeto chamado “Meu Cultivo”

A acadêmica Maria Eduarda Santana, da 5° fase do curso de Psicologia desenvolveu um projeto que incentiva a reciclagem e ao mesmo tempo, a diminuição do estresse. No projeto “Meu Cultivo”, ela usa garrafas PET na jardinagem e em hortas. As famílias estão sendo incentivadas a plantar chás verdes, legumes, hortaliças e flores.

Ela está aplicando o projeto com famílias participantes do CRAS Norte, acompanhadas pelo desenvolvimento do Serviço de Proteção e Atendimento Integral a Família (PAIF), que visa fortalecer os vínculos familiares.


Maria Eduarda comenta que as garrafas PET, quando jogadas no meio ambiente, tornam-se um grave problema. “Junto com outros lixos, poluem o meio ambiente. A poluição causada por elas é muito grave, devido ao fato de levarem em torno de 200 anos para serem degradadas”, salienta. “Pensando nisso, o projeto usa garrafas PET para o cultivo, uma vez que muitas famílias não têm sua horta em casa por falta de espaço ou tempo”, completa.

Segundo ela, a falta de espaço para hortas não deve ser um problema. As plantas podem ser cultivadas em garrafas PET e fixadas em algum lugar da casa em pouco tempo e sem precisar de muito espaço.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Programação de aniversário de Rio das Antas inicia neste sábado
Precisamos, sim, retirar o peso da ineficiência das contas de quem trabalha, investe e produz, diz Mourão, na FIESC
Candidatos ao conselho tutelar de Lebon Régis se apresentam para o público
Nova ambulância é entregue para o Samu de Caçador
Colaboradores da Adami realizam doações de mantas a instituições de Caçador e região
Governo de SC anuncia que vai pagar o 13º salário em três parcelas
UNIARP concede descontos em cursos presenciais de graduação
Prefeitura de Macieira investe em iluminação pública
Prefeitura de Caçador inicia transmissões, ao vivo, de licitações
Proprietários da casa que incendiou comentam sobre o caso