Sara Haymussi Sales
19 ARTIGOS
Natural de Caçador (SC), formada em Piano e em Musicoterapia no Conservatório Brasileiro de Música (CBM) no Rio de Janeiro (RJ) e em Psicologia no Instituto Brasileiro de Medicina e Reabilitação (IBMR) também no Rio de Janeiro (RJ) - Professora de Piano OMB 33442; Psicóloga CRP-SC 18627 e Musicoterapeuta AMT-SC 033/2019, Associada da Apsic - Associação de Psicólogos de Caçador, Pianista, Ocupa a cadeira n° 14 da Academia Caçadorense de Música - Atendimento a domicilio (24) 98803-2071 - E-mail: sarahay.psi@gmail.com

Crescimento Pessoal na Pandemia

A maturidade nem sempre chega com a idade. Ás vezes ela chega bem mais cedo e outras vezes ela nem chega, fica devendo! Não sei se isso acontece com você, mas algumas vezes junto à maturidade, chega a espiritualidade. Sim!

Claro que existe aquela espiritualidade do medo, aquela que você tem receio de morrer e não ir descansar nos braços do Senhor. Aquela que te leva a fazer várias promessas, a andar por todas as religiões, sortistas, cartomantes, videntes (*), tudo isso para encostrar uma fé que te satisfaça, que te ajude a encontrar um alívio, ou quem sabe uma forma de prolongar a vida.

Mas não é dessa que estou me referindo não. Falo daquele lado da espiritualidade que você "decide" que quer ser um Ser Humano que faz a diferença, um ser mais verdadeiro, mais autêntico, produtivo. É quando acontece algo com você que transforma sua vida, e voc~e pensa "não tem jeito, chegou a hora de trilhar os caminhos de outra maneira". Um exemplo é exatamente essa história que juntos estamos vivendo, essa pandemia que nos deixou tão mais perto da morte.

Reflexões fazem parte deste momento e passei a me perguntar d que forma podemos ser mais felizes, como podemos ajudar o outro, como nos sentimos mais úteis, como transformar a compaixão que habita nossos corações em algo que produza efeito positivo para quem precisa. Claro que para que isso funcione, precisamos estar inteiros, harmonizados, inspirados, amados e procurar em nossa caminhada algumas medidas que sirvam para nos nutrir, nos abastecer. Então, acrescente doçura à sua vida e tire fora o que te estiver "azedando". Reduza o estresse entre você e o outro, procurando manter interações harmoniosas. Aja com amor sempre que puder. Respeite e admire a natureza. procure manter-se calmo em meio à agitação. Esteja atento aos sentimentos dos outros. Pratique a não violência. Ajude alguém. Fale a verdade com jeito. Faça o que acha certo. Não julgue. Faça de tempos em tempos uma faxina física e mental. Procure a presença do Divino.

Essas dicas são apenas pequenas orientações de como praticar a pureza e de como trazer mais bem-estar para nossas vidas. Mas você pode fazer diferente também melhor. Você pode decidir hoje colocar em prática algum desses itens. Nenhum deles é simples e nem fácil, mas não estamos nessa caminhada de olhos vendados. Estamos a todo o momento sendo esclarecidos, avisados, alertados sobre a condução de nossos passos. Confie em você, acredite n oque te cerca, reconheça teu poder holístico. Uma pessoa próxima me disse essa semana: nessa quarentena escolhi um tripé que uso para me fortalecer: Meditação, Terapia e Espiritualidade. E você, qual é o seu tripé?


Nota da Autora: (*) No texto usei a palavra "vidente" que é assim popularmente falada, embora erroneamente porque vidente somos todos nós que enxergamos, ou seja, exceto os cegos. A palavra correta para quem teria o poder de visualizar o futuro é "clarividdente".

Sara Haymussi Sales

DEIXE SEU COMENTÁRIO